Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

SONICO GANHA ESPAÇO ENTRE BRASILEIROS

30/04/2009

Lançado em julho de 2007 pelos irmãos Rodrigo e Álvaro Teijeiro em parceria com Tomas O´Farrell - todos hoje na casa dos 30 anos -, o portal argentino de relacionamento Sonico comemora mais de 35 milhões de usuá­rios - curiosamente, apenas 8% deles argentinos, e o restante estrangeiro. Dentre estes, a maior comunidade de usuários está no Brasil, com 22% do total (7,6 milhões), o que os obrigou a montar no ano passado uma versão em português do site.

Tomas O´Farrell vem sempre ao Brasil apresentar o site ao mercado publicitário. Ele diz que em breve montará um escritório em São Paulo para estreitar relacionamentos e apresentar planos comerciais a potenciais anunciantes no mercado brasileiro. Atrás do Brasil, estão a Espanha (17%), Chile (12%) e Peru (9%), além dos demais países latino-americanos e os próprios EUA (3%). "Tanto essa expansão quanto a pequena participação argentina nos surpreendem", afirma O´Farrell.

Os negócios na internet começaram com os três sócios, ainda universitários no crítico ano de 2001, criando um sistema de venda de cartões telefônicos pré-pagos que permitiam aos usuários fazer ligações com tarifas muito baixas mediante chamadas feitas via internet a partir de qualquer telefone comum. "Isso atraiu não só turistas, mas pessoas que fazem interurbanos regularmente", explica O´Farrell, que hoje contabiliza 1,3 mil cartões vendidos por dia. Com a geração do primeiro capital, os três sócios começaram a pensar seriamente na criação de uma rede social na internet, apostando em um sistema que corrigisse o que entendem como imperfeições dos principais líderes. A fórmula, conta O´Farrell, é simples: mais privacidade e veto total a usuários fantasmas ou anônimos.

No ano passado, o Sonico recebeu uma rodada de capitalização de US$ 4,3 milhões do investidor britânico DC Capitals e de mais alguns avulsos. Além da maior privacidade, a formatação do negócio se baseia em quatro fontes básicas de renda: publicidade online direcionada, pesquisas para clientes, e-commerce e ferramentas premium para os usuários. O?Farrell diz que o Sonico acaba de atingir seu break even (momento em que as receitas empatam com os custos), e que a perspectiva de lucro não está distante.
 
 
 
Fonte: M&M Online

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar