Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

INSTALAR WI-FI É FÁCIL, MAS SEGURANÇA DEVE SER REFORÇADA CONTRA ´INTRUSOS´

23/01/2008 01:00:00

Fazer um roteador funcionar não é tarefa das mais complexas. Todos os modelos testados pelo UOL Tecnologia trazem bons wizards para ajudar quem não tem muita familiaridade com termos como IP, DHCP e afins. Na instalação, em menos de dez minutos, dois computadores já podem conversar por ondas de rádio.

A instalação básica, porém, pode ser sinônimo de vulnerabilidade. Apenas o roteador da Linksys exigiu a configuração de uma chave de segurança no momento da instalação. É essa chave que garante que o seu vizinho não usará a sua Internet (prática chamada de piggybacking) ou, na pior das hipóteses, terá acesso aos seus arquivos e dados pessoais.

Medidas de segurança

Para garantir que isso não aconteça, o melhor é utilizar uma chave WPA2, com criptografia de dados, recurso disponível em todos os equipamentos testados.

A configuração é relativamente simples: na maioria das vezes, para designar uma chave de WPA2 basta acessar o item "wireless" ou "security" dentro do administrador do roteador. Quando você tentar acessar a rede via rádio, a chave será requisitada automaticamente e apenas uma única vez.

Outra dica de segurança é configurar a senha de acesso ao roteador. Por padrão, a maioria dos produtos vem com a senha "admin" ? que pode, e deve, ser trocada. Quando fizer isso, não se esqueça de fazer um backup das suas configurações, útil caso você perca a senha.

USB exige driver

Ao contrário do roteador, que é um equipamento externo e acessado via browser, os adaptadores wireless USB exigem a instalação de drivers. Se você comprar um desses, é importante verificar no site do fabricante se o adaptador é compatível com o sistema operacional do seu PC.

Todos os testes foram realizados em Windows XP, e o único adaptador que apresentou problemas foi o 3CRUSB10075, da 3Com. Em dois computadores diferentes, o software do fabricante, depois de instalado, não se mantinha aberto por mais de décimos de segundos. Um novo software foi baixado pela Internet, mas o problema continuou.

O suporte da empresa, que atende por um 0800 em português (mas fica na Costa Rica), precisou ser acionado. Foi necessário fazer um cadastro no site da 3Com para a abertura de um chamado de suporte, o que não foi fácil: o atendente enviou um manual de 17 páginas para o cadastramento e pediu uma cópia da nota fiscal por e-mail.

Depois de algumas horas, um técnico entrou em contato e conseguiu resolver o problema removendo drivers que estavam em conflito.

  

 

Fonte: Uol

Esta notícia está arquivada no histórico de notícias antigas.

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar