Página Inicial
  • Login
  • Esqueci a Senha
  • Lista de Compras
  • Notícias
  • Humor
  • Cadastro



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

5 YOUTUBERS QUE TE DIVERTEM COM EXPERIMENTOS CIENTÍFICOS

8/3/2020

Quem não fica vidrado na telinha ao assistir a vídeos de experimentos científicos, não é mesmo? Prova de que esse tipo de programa fascina a muita gente, desde crianças a "marmanjos", é o histórico sucesso de shows de televisão como os saudosos O Mundo de Beakman, X-Tudo e Eureka, veiculados entre as décadas de 1980 e 1990.

Mas estamos em 2020 e, hoje, plataformas como o YouTube permitem que qualquer pessoa realize o sonho de ser um apresentador de TV realizando experimentos científicos para uma imensidão de espectadores — e, para você que é fã desse tipo de coisa, nesta matéria listamos cinco youtubers que fazem experimentos do tipo, e que podem te divertir muito!

Manual do Mundo
Um canal do YouTube que se tornou muito famoso por trazer a ciência do jeito mais divertido possível foi o Manual do Mundo, apresentado por Iberê Thenório. Com simplesmente 13,8 milhões de inscritos, o canal já chegou até a ganhar prêmios (como o Prêmio Canaltech 2018, por exemplo), e é o maior canal de Ciência e Tecnologia em Língua Portuguesa do mundo, segundo o Guinness Book.

Em entrevista ao Canaltech, Iberê conta que as maiores dificuldades em divulgar conteúdos de ciência no Brasil envolvem fazer conteúdo de qualidade, diversificado e com linguagem acessível. "Temos que estudar os assuntos, as formas de apresentar para ficar interessante e com linguagem fácil e acessível. A maior dificuldade é traduzir temas complexos para que qualquer pessoa possa entender e, ainda assim, ficar divertido".

Iberê se formou jornalista e chegou a ser repórter de Ciência e Saúde, o que lhe deu experiência para lidar com esses temas. Ele conta que o Manual do Mundo surgiu da ideia de ensinar as pessoas a fazerem as coisas em casa. "Tudo começou quando a gente veio de Piedade (interior de SP) para São Paulo (Capital) e viu que as pessoas acionavam o seguro para trocar pneus do carro e fazer pequenos consertos em casa. Além disso, nós juntamos uma série de habilidades que a gente já tinha: eu era jornalista e programador, a Mari tinha experiência em escrever para um blog".

O youtuber ressalta que, no começo não imaginava que o projeto cresceria tanto. "Mas percebemos que iria explodir quando começamos a ser reconhecidos na rua. Aí vimos que havia chegado a hora de largarmos tudo e embarcarmos no projeto que havíamos criado", relembra.

Iberê acredita que vídeos de experimentos podem ser complementares aos vídeos educativos: "Muita coisa que a gente faz exige segurança, treino, espaço, ou mesmo recursos inacessíveis para escolas. Por isso os experimentos podem ser usados para ilustrar conceitos usados em qualquer material educativo, seja um vídeo ou uma aula presencial", e acredita também que quanto mais informação tivermos, melhores serão as nossas escolhas. "Hoje, por exemplo, com a pandemia do novo coronavírus, fica cada vez mais evidente a necessidade de que as pessoas entendam minimamente de ciência para que possam se cuidar e contribuir para solucionar esse problema", conclui.

Ciência em Show
Ensinar e comunicar a ciência de maneira descomplicada e descontraída. É nisso que acredita o grupo Ciência em Show, que existe há 20 anos, e que faz vídeos para o YouTube desde 2011. O grupo é composto pelos professores Wilson Namen, Gerson Santos e Daniel Ângelo e pela especialista em tecnologia Ana Ralston, e ainda conta com o Instituto Ciência em Show – ICS, entidade sem fins lucrativos que coloca em prática projetos que visam promover, comunicar e valorizar a ciência na sociedade brasileira. No entanto, antes mesmo do YouTube, os professores ficaram conhecidos por participar de programas de TV aberta.

De acordo com Gerson, divulgar conteúdo de ciência no Brasil é sempre difícil. "A gente não tem o estímulo para fazer esse trabalho. A gente pensou em divulgar de uma maneira que todos pudessem entender, porque no Brasil já tem a dificuldade de você divulgar, e não tem o estímulo das pessoas quererem entender a ciência. Então buscamos divulgar de maneira descomplicada", conta o físico.

Ana acrescenta que um dos maiores objetivos do grupo é justamente popularizar a ciência. "É uma ciência para todos. Que todos entendam, tenham acesso a essa ciência". A especialista em tecnologia ressalta que é importante que a ciência seja prática. "Tem um lugar no cérebro que quando a gente experimenta alguma coisa, a gente não esquece. Em sala de aula, a gente precisa explorar cada vez mais isso. Porque em determinado momento a gente aprende primeiro a teoria, depois a prática, mas a gente busca fazer o contrário: a prática primeiro, depois a teoria".

Gerson faz a seguinte alusão: "A gente enxerga a ciência com os óculos que a gente tem. Se você tem uma lente simples, você vai tentar explicar de um modo simplificado que nem sempre vai ser o correto. Por isso, é necessário ter um repertório de ciência para conseguir explicar o mundo que está ao seu redor", e conclui: "É muito importante a ciência na vida das pessoas, porque aí elas têm condições, através da sua leitura de mundo, de explicar os fenômenos".

 

Por sua vez, a especialista em tecnologia aponta: "Hoje, a ciência é uma das competências que a gente tem que desenvolver, para você sistematizar, organizar. Isso te dá mais criatividade porque amplia a sua perspectiva de mundo. É isso que a gente quer, e é por esse propósito que a gente vive, no Ciência em Show".

Área s

Com Ciência Tranquila

Talvez com o nome mais trocadilho de todos, o Com Ciência Tranquila é um canal que existe desde 2016, e atualmente soma mais de 47 milhões de visualizações ao longo de seus vídeos. Com 289 mil inscritos, traz conteúdo envolvendo experimentos que tenham a ver principalmente com energia, eletricidade e tecnologia. "No canal Com Ciência Tranquila, você vai encontrar truques, brincadeiras e projetos para feira de ciências que vão te fazer entender melhor diversos conceitos científicos", consta a descrição do canal em questão.

MrFerramenta

O último integrante da nossa lista é o MrFerramenta, que, com seus vídeos de experiências envolvendo ciência (e principalmente tecnologia), tem unido 756 mil inscritos e somado quase 190 milhões de visualizações. Para quem gosta de ver vídeos envolvendo energia elétrica e coisas explodindo, é verdadeiramente um prato cheio. "Meu nome é Fernando e neste canal você vai encontrar vídeos sobre como fazer experimentos caseiros e coisas incríveis para a vida diária", o youtuber diz na descrição de seu canal.

ecreta

Quando se trata de nitrogênio líquido, o canal Área Secreta é especialista no assunto, com os experimentos mais bizarros. Mas é claro que nem só disso vive o canal: apresentado por Vlad, Área Secreta traz vídeos de inúmeros assuntos, com experiências que tangem tanto a ciência quanto a tecnologia. Ativo desde novembro de 2016, o criador de conteúdo reúne 10,2 milhões de inscritos e 1,4 bilhão de visualizações!

"Vídeos diários onde você irá encontrar o conteúdo mais diversificado e divertido do YouTube brasileiro. As mais bizarras e divertidas experiências científicas, técnicas de sobrevivência, degustação de ração militar, desafios, vlogs, unboxing, gameplays, reacts... tudo isso combinado com uma leve pitada de destruição e muito entretenimento", consta a descrição do canal.

 

Fonte: CanalTech

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar