Página Inicial
  • Lista de Compras
  • Humor


twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TWITTER VAI REMOVER POSTS COM VÍDEOS DE DEEPFAKES A PARTIR DE MARÇO

2/5/2020

O deepfake, tecnologia que usa inteligência artificial para manipular vídeos de maneira realista, é motivo de grande debate ético atualmente. Se por um lado esse recurso pode, por exemplo, gerar o rosto e a voz de uma pessoa que já morreu em um filme como Star Wars, por outro também pode criar réplicas capazes de imitar uma autoridade ou celebridade para fins difamatórios. Pesquisadores vêm estudando uma forma de sinalizar a cópia e, enquanto não há uma maneira de fazer isso com precisão, as companhias de tecnologia estudam maneiras de evitar que seu conteúdo não prejudique os usuários — e, claro, as pessoas que foram emuladas.

 

Nesta terça-feira (4), o Twitter avisou que vai começar a remover o material com potencial de ameaçar a segurança, gerar risco de violência em massa e afetar a decisão eleitoral na plataforma. Além disso, a empresa afirmou que começará a rotular todas as postagens com essas alterações, independente das intenções dos autores. A medida começa a valer a partir do dia 5 de março.

Tabela de critérios para os deepfakes no Twiiter (Imagem: Reprodução/Twitter)

"Você não pode compartilhar enganosamente mídias sintéticas ou manipuladas que possam causar danos. Além disso, podemos rotular tweets contendo mídia sintética e manipulada para ajudar as pessoas a entender a autenticidade da mídia e fornecer um contexto adicional”, diz o comunicado do microblog.

Mas como o Twitter vai identificar isso? Bem, a rede social não detalhou os critérios, mas, aparentemente, há um sistema de monitoramento manual que, ao encontrar indícios de fabricação de mídia, o tweet será identificado e seu alcance será reduzido — sem as recomendações de algoritmo. Uma notificação também será adicionada para evitar que as pessoas compartilhem esses deepfakes. E, se o caso for grave, a publicação será imediatamente deletada por completo.

Eleições são a principal razão da medida

Embora o assunto seja o deepfake, o cerne da questão são as fake news, que influenciaram várias decisões em pleitos ao redor do mundo — a própria eleição de Donald Trump é questionada por isso. Como neste ano teremos novas eleições, o Twitter já se prepara para evitar que os políticos usem vídeos artificiais para prejudicar seus oponentes. Vale lembrar que o Facebook vem sendo criticado justamente por deixar que o conteúdo de origem duvidosa seja veiculado na rede social.

"Parte do nosso trabalho é monitorar de perto todos os tipos de problemas e comportamentos emergentes para proteger as pessoas no Twitter. Nosso objetivo é realmente fornecer às pessoas mais contexto sobre certos tipos de mídia que eles encontram no Twitter e garantir que eles sejam capazes de tomar decisões informadas sobre o que estão vendo", afirmou Del Harvey, vice-presidente de confiança e segurança do Twitter.

Imagem: Reprodução/Twitter

A ideia é boa e um botão de alerta pode fazer com que as pessoas pensem novamente antes de enviar para os conhecidos. Contudo, ainda há muitas dúvidas sobre os critérios do Twitter, algo que é alvo de recorrentes críticas da comunidade em outros tópicos. O jeito é aguardar para ver se essa novidade surtirá algum efeito.

 

 

Fonte: CanalTech

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar