Página Inicial
  • Login
  • Esqueci a Senha
  • Lista de Compras
  • Notícias
  • Humor
  • Cadastro



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

EX-GERENTE DA MICROSOFT REVELA BASTIDORES DO LANÇAMENTO DO INTERNET EXPLORER 5 PARA MAC

1/6/2020

Ontem, 5 de janeiro de 2020, completaram-se 20 anos do anúncio original do Microsoft Internet Explorer 5 para Mac — e, para “comemorar” a data, um ex-gerente da Microsoft resolveu contar histórias de bastidores num post em seu blog e numa thread do Twitter.

Microsoft Internet Explorer 5 para Mac

Jimmy Grewal começa lembrando o momento em que o IE5 foi anunciado ao mundo — por ninguém menos que Steve Jobs, durante sua keynote de abertura da Macworld Expo San Francisco 2000, enquanto apresentava o Mac OS X.

Confira:

A parte sobre o IE5 começa mais ou menos em 1h34min18.

Obviamente, o que parecia aí na apresentação super-ensaiado e preparado foi uma grande loucura nos dias que antecederam o evento para Grewal e sua equipe na Macintosh Business Unit (MacBU) da Microsoft; eram cerca de 40 pessoas, todas trabalhando num escritório em San Jose (Califórnia).

Eles tiveram que virar noites polindo o software e corrigindo bugs para garantir que a demo de Jobs para a Macworld (que originalmente seria apresentada por algum executivo da própria Microsoft, diga-se) ocorresse com perfeição. “Concordamos com os destaques que seriam mencionados, mas para a nossa tristeza Jobs não citou nenhum deles.”

Essa foi aquela famosa época em que a Microsoft, buscando livrar-se de uma multa milionária por um processo anti-truste trazido pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, comprometeu-se em desenvolver softwares para o mundo Mac — incluindo toda a suíte Office e, nesse caso, o IE5.

Para a Apple, o IE5 foi fundamental para aquele momento pois era um browser moderno e apto para ser pré-instalado por padrão em todos os Macs vendidos naquela época. Embora o IE não seja hoje lembrado como uma referência por seguir padrões da web, o IE5 foi sim o primeiro navegador a renderizar HTML corretamente dentro dos padrões da indústria.

Uma das curiosidades trazidas por Grewal diz respeito à interface do IE5, baseada no visual “Aqua” do Mac OS X, que foi desenvolvida em segredo pela Microsoft. Jobs, quando a viu, não gostou nem um pouco pois foi uma espécie de prova de que parte do projeto do Mac OS X havia vazado sem o seu conhecimento. Até então, a interface conhecida do Mac OS X era baseada no Rhapsody (da NeXT).

Coincidentemente, um dos recursos que a Microsoft havia implementado no IE5 era uma “barra de mídia” que facilitava, por exemplo, controlar a reprodução de MP3s em sites. A ironia é que ela usava códigos licenciados do SoundJam MP, o qual pouco tempo depois viria a ser comprado pela Apple e transformado no iTunes 1.0. Jobs solicitou que a Microsoft removesse o recurso do IE5, alegando que ele conflitava com funções nativas do QuickTime.

O IE continuou como o browser padrão do Mac até 2003, quando o Safari assumiu esse posto junto ao lançamento do Mac OS X 10.3 Panther. Curiosamente, a Microsoft está agora bem próxima de voltar a ter um navegador para macOS com o novo Edge — mas não há nenhuma chance de ele se tornar novamente o browser padrão de Macs. 😉

 

 

Fonte: MacMagazine

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar