Página Inicial
  • Lista de Compras
  • Humor


twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TWITTER DETALHA PROIBIÇÃO DE ANÚNCIOS PUBLICITÁRIOS DE CUNHO POLÍTICO

11/18/2019

Na última sexta-feira (15), o Twitter revelou os detalhes finais de seus planos para restringir anúncios políticos na plataforma, afirmando que iria proibir a promoção paga de conteúdo político feito por candidatos e partidos políticos – esclarecendo que permitiria que outros grupos tocasse em assuntos políticos desde que sejam “baseados em causas”.

O Twitter não aceitará mais anúncios que promovam qualquer tipo de legislação, medida eleitoral, referendo ou regulamento. “Anúncios que contenham referências a conteúdo político, incluindo apelos a votos, solicitações de apoio financeiro e apoio a favor ou contra qualquer um dos tipos de conteúdo político listados acima, são proibidos sob esta política”, disse a empresa.

A mudança de política acontece após semanas de debate controverso sobre o uso de plataformas de mídia social por políticos e, em particular, anúncios políticos que contêm desinformação.

No mês passado, o Facebook alterou seus termos de serviço, tornando mais fácil para os políticos promover mentiras em anúncios pagos. O Facebook defendeu a decisão dizendo que só está interessado em promover a liberdade de expressão, mas também dizendo que não tem nada a ver com as centenas de milhões de dólares que ganha com anúncios políticos ao redor do mundo. (Ao mesmo tempo, a empresa proibiu certos usos do que ela chama de emojis de frutas “sexualmente sugestivos”.)

A campanha de Trump, que gastou mais de US$ 22 milhões no Facebook no ano passado, utilizou o Facebook com frequência para espalhar informações falsas aos eleitores. Os anúncios de Trump afirmam, por exemplo, que os democratas querem uma “revogação da Segunda Emenda”, mesmo que nenhum legislador ou candidato tenha proposto isso.

 

Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar