Página Inicial
  • Login
  • Esqueci a Senha
  • Lista de Compras
  • Notícias
  • Humor
  • Cadastro



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BAN DO WHATS: APP DE MENSAGENS ELIMINA 2 MILHÕES DE CONTAS POR FAKE NEWS

30/09/2019

Segundo um levantamento feito pelo UOL, o aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp eliminou algo entre 1,5 milhão e dois milhões de contas de sua rede no Brasil, entre outubro de 2018 (período correspondente às eleições presidenciais) e setembro de 2019. As informações correspondem, segundo o site, a pelo menos cinco comunicados emitidos pela empresa sobre o assunto.

As acusações são variadas, mas a maioria das eliminações corresponde à disseminação de informações falsas (fake news), além do uso de contas-robô e/ou mecanismos de disparo massificado de mensagens — ambos violam os termos de uso do aplicativo —, bem como distribuição de conteúdo de discursos de ódio. A estimativa mundial é que cerca de 20 milhões de contas foram banidas.

(Imagem: Reprodução/UOL)

Na última semana, o UOL ainda revelou que uma rede de emissão de fake news em favor do presidente Jair Bolsonaro, ativa desde as últimas eleições, ainda continuava trabalhando no compartilhamento de informações não verificadas e falsas. Entretanto, o tom do conteúdo mudou: se antes, o objetivo era denegrir os adversários políticos do atual presidente, hoje, o objetivo é publicar e disseminar conteúdo em defesa ao chefe de Estado.

Pelo levantamento, algumas contas banidas conseguiam, por meios de software de distribuição, disseminar até 14 mensagens em 30 segundos.

WhatsApp vem banindo contas por comportamento que foge aos termos de uso da plataforma: no Brasil, número de eliminados pode chegar a 2 milhões

O WhatsApp diz ter, aproximadamente, 2 bilhões de usuários no mundo e empresas com ferramentas baseadas em inteligência artificial e machine learning para detectar comportamentos indevidos, como os citados acima. Os administradores do messenger não quiseram comentar o levantamento recente, mas já afirmou em ocasiões passadas que seus banimentos são majoritariamente automáticos: cerca de 75% das contas eliminadas não sofreram denúncias por parte de usuários, mas tiveram comportamento inadequado flagrado pelos algoritmos do aplicativo.

A empresa enfrenta um problema sério de uso indevido de sua plataforma. Ainda que as contra-medidas de proteção ao usuário evoluam, surgem, na mesma proporção, métodos que burlam suas defesas: o UOL afirma que, hoje, é fácil encontrar pessoas na internet dispostas a oferecerem linhas de celular para recebimento de SMS de validação (um dos mecanismos de defesa do WhatsApp) por preços módicos — R$ 4 ou próximo disso.
 
A rede segue exaltando a sua segurança tecnológica, reafirmando a sua criptografia de ponta a ponta e informando que não tem acesso ao conteúdo das mensagens trocadas.
 
 
Fonte: CanalTech 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar