Página Inicial
  • Login
  • Esqueci a Senha
  • Lista de Compras
  • Notícias
  • Humor
  • Cadastro



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

GOLPISTAS NIGERIANOS SÃO PRESOS APÓS ROUBO DE US$ 6 MILHÕES EM FRAUDES

02/09/2019

Pare de ler se você já viu isso antes, mas na sua caixa de spam deve ter alguma princesa nigeriana ou algum diretor de banco tentando entrar em contato com você. Sim, o famigerado golpe via e-mail, onde uma pessoa se passa por alguma personalidade ilustre ou alto executivo do país africano é um velho conhecido da internet, mas ainda tem gente que acaba sendo vítima desse tipo de esquema.

Segundo informações da PC Magazine, o FBI e a FTC removeram os lacres de uma investigação conduzida desde outubro de 2018, que resultou na prisão de 14 nigerianos (frente a um total de 80 acusados), sob acusação de executarem os esquemas e serem responsáveis pelo roubo bem-sucedido de aproximadamente US$ 6 milhões de pessoas que caíram em golpes como os listados no parágrafo acima.

Os detalhes técnicos dos golpes não foram especificados pelos investigadores federais, mas eles revelaram que os suspeitos provavelmente hackearam a base de dados de algumas empresas a fim de obterem o domínio de e-mail de uma empresa de médio ou grande porte, adicionando mais veracidade a um golpe em que alguém se passava por diretor ou CEO de uma corporação e induzia as vítimas a lhe enviar dinheiro.

Golpes via e-mail são velhos conhecidos da internet, mas ainda são responsáveis pelo roubo de milhões de dólares

Segundo o FBI, esse era o esquema mais lucrativo da quadrilha, que chegou a faturar US$ 1,75 milhão de uma única pessoa, além de receber centenas de milhares de dólares de outras várias vítimas. Além disso, havia também o golpe do romance: os golpistas criavam perfis falsos de subcelebridades ou alegavam pertencer à realeza africana, levando internautas que interagissem com as contas a lhes enviarem dinheiro e presentes. Vale citar: a Nigéria deixou o regime monarquista em 1963, quando tornou-se uma república ligada ao parlamento britânico, de quem foi colônia: seu atual presidente se chama Muhammadu Buhari.

"Ao todo, a conspiração foi responsável pela tentativa de roubo de pelo menos US$ 40 milhões”, disseram os investigadores em um comunicado que anunciava as prisões. “O processo teve seu lacre removido após as autoridades prenderem, na manhã de hoje [22 de agosto, a última quinta-feira], 14 acusados por todo o território dos EUA, sendo 11 dessas prisões feitas na região de Los Angeles. Dois dos acusados já estavam sob custódia por outras acusações, enquanto um acabou preso no começo desta semana. Os acusados remanescentes, acreditamos, estão fora do país, provavelmente remanejados para a Nigéria”.

Autoridades federais nos EUA emitiram mandados de prisão contra 80 acusados de executarem golpes via e-mail, prendendo 14 deles na última semana

Valentine Iro e Chukwudi Christogunus Igbokwe, dois dos presos em Los Angeles, são acusados de serem os responsáveis pelo gerenciamento das contas bancárias que recebiam o dinheiro roubado. Eram eles quem repassavam os valores aos outros membros da quadrilha, além de tomar uma parte para si.

A fim de se evitar cair em golpes do tipo, o FBI pede que funcionários entrem em contatos com seus respectivos CEOs para assegurar que um pedido de transferência monetária é legítimo. No caso dos golpes de romance, a FTC pede que sejam bloqueados e denunciados os perfis que pedirem dinheiro online.
 
 
 
Fonte: canaltech 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar