Página Inicial
  • Lista de Compras
  • Humor


twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ATAQUES DE NEGAÇÃO DE SERVIÇO AUMENTARAM 84% NO PRIMEIRO TRIMESTRE DO ANO

5/27/2019

Um levantamento feito pela Kaspersky mostra que o volume de ataques de negação de serviço (DDoS, no jargão técnico) aumentou assustadores 84% no primeiro trimestre de 2019 em relação aos últimos três meses de 2018. A conclusão da firma de cibersegurança contradiz uma crença da comunidade técnica de que hackers estariam abandonando esse método em favor de outras formas de ataque, como criptomineração.

Segundo a Kaspersky, o motivo para que uma redução fosse presumida residia no fato de que diversos marketplaces de DDoS foram derrubados pelas autoridades. Entretanto, houve um aumento significativo na contratação de ataques mais específicos, o que gerou o crescimento inesperado.

Pelos dados divulgados, o aumento é mais notável em ataques DDoS com mais de uma hora de duração. Nesses casos, a firma mostra que eles dobraram em quantidade e sua duração ampliou-se em 487%. Por isso, ela conclui que hackers estão utilizando técnicas mais avançadas de invasão e ataque, haja vista que, quanto mais longa é a duração de um DDoS, mais complicada é a sua organização.
 
 
 

“O mercado de ataques DDoS está mudando. Novos serviços desse tipo de ataque aparentemente substituíram os mais antigos, que foram desmantelados por agências e autoridades da lei. Conforme as organizações e empresas implementam contra-medidas básicas, hackers procuram derrubá-las com ataques mais duradouros”, explicou Alexey Kiselev, gerente de desenvolvimento de negócios da divisão DDoS Protection da Kaspersky.

O especialista ainda explica que a situação não deve mudar tão cedo: “é difícil dizer se o número de ataques vai continuar a crescer, mas a sua complexidade não dá sinais de desaceleração. Nós recomendamos que as organizações se preparem de forma eficaz para que possam aguentar ataques de DDoS mais sofisticados”.
A Kaspersky indica que, para ampliar a capacidade de resistência das empresas a esse tipo de ataque, elas devem direcionar investimentos a uma estrutura que dê suporte a altos volumes de tráfego, backups e capacitação de pessoal técnico para atuação em prevenção e recuperação, bem como o emprego de soluções de segurança mais modernas e profissionais.
 
 
 
Fonte: CanalTech 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar