Página Inicial
  • Login
  • Esqueci a Senha
  • Lista de Compras
  • Notícias
  • Humor
  • Cadastro



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

A ADOBE SIMPLESMENTE AUMENTOU O PREÇO DE ASSINATURA DO CREATIVE CLOUD, QUE AGORA COMEÇA EM R$ 43/MÊS

06/05/2019

Quando a Adobe mudou o sistema de cobrança de seus produtos de software de um preço fixo para um modelo de assinatura há alguns anos, muitos se preocuparam que a empresa discretamente introduziria aumentos dramáticos de preços. A Adobe disse que isso não aconteceria. De fato, não rolou aqui no Brasil, mas nos EUA, sim.

Os novos valores estão na página de preços da Adobe. A opção fotografia — que inclui Lightroom, Lightroom Classic, Photoshop e 20 GB de armazenamento na nuvem — passou de R$ 35 (US$ 10 nos EUA) para R$ 43 (US$ 20 no EUA) por mês em um pacote anual.
 

O aumento por aqui foi ok, mas lá nos EUA o preço dobrou, com a diferença que aumentou a capacidade de armazenamento na nuvem para 1 TB. O equivalente no Brasil com o mesmo armazenamento na nuvem agora custa R$ 86.

Preços do Adobe Creative Cloud no Brasil

O modelo de assinatura inclui armazenamento na nuvem com todas as opções de software (você não pode remover esta opção, mas pode simplesmente não utilizar), então alguns usuários vão se beneficiar. Mas para aqueles que só usam o app vez ou outra, talvez não valha tanto a pena.
 
Anos atrás, se a Adobe anunciasse um aumento dramático no Photoshop, a comunidade da fotografia ficaria puta e potencialmente novos usuários não considerariam o software como uma opção. Mas este aumento, ainda que alto, soa menos dramático, pelo menos para nós, brasileiros.
 

Em um comunicado para o site PetaPixel, a Adobe diz que o aumento de preço nada mais que um teste para ver como os consumidores vão reagir aos ajustes. “De tempos em tempos, nós fazemos testes no adobe.com . Estamos no momento rodando uma série de testes no site adobe.com”.

Além do plano fotografia, todos os outros pacotes oferecidos pela Adobe também sofreram aumento, como nota o Tecnoblog, inclusive para públicos distintos, como empresas, estudantes e professores e escolas e universidades.
 
 
Em um blog post de janeiro deste ano, a Adobe informa que iria aumentar os preços do Creative Cloud em fevereiro. No entanto, o ajuste só rolou agora em maio.
 
 
Fonte: gizmodo 
 
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar