Página Inicial
  • Lista de Compras
  • Humor


twitter

Facebook

  Notícia
|

 

WIKILEAKS | JUSTIÇA NEGA PEDIDO DE LIBERDADE DE CHELSEA MANNING NOS EUA

4/22/2019

A Justiça Federal dos Estados Unidos negou o pedido de Chelsea Manning de derrubar uma ordem de prisão contra ela por se recusar a responder perguntas relacionadas ao site WikiLeaks. A ex-analista de inteligência do exército segue presa novamente por não querer falar diante de um júri.

Manning já ficou em prisão durante sete anos, sob acusação de ter invadido o sistema do Pentágono e roubado 750 mil documentos secretos do governo. Desde março, ela foi novamente presa ao se recusar a prestar depoimentos contra Julian Assange, fundador do WikiLeaks, preso no começo de abril deste ano.

O advogado de Manning havia entrado com um pedido com base no fato de que a ex-ativista teria sido mantida sob vigilância ilegalmente depois de cumprir a sua primeira pena. A corte, contudo, ressaltou que tal informação não tem relação com a questão que levou Manning novamente à prisão, motivo pelo qual não foi acatada, no caso.

Desde março, o governo dos Estados Unidos fechou o cerco sobre o caso que envolve Assange e Manning. Analistas acreditam que a proposta do governo é tentar pressionar Manning a entregar informações sobre o fundador do WikiLeaks, justificando que ele seja preso nos Estados Unidos.

Assange foi entregue à polícia de Londres no começo de abril depois que a embaixada equatoriana no país decidiu por retirar o asilo ao jornalista. Desde então, ele está sendo mantido preso no Reino Unido, ainda sob julgamento por lá.

Além da suposta participação no caso do Pentágono, Assange também é acusado de ser um dos responsáveis pelo vazamento de e-mails do Partido Democrata durante a campanha de Hillary Clinton em 2016.
 
Fonte: CanalTech 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar