Página Inicial
  • Login
  • Esqueci a Senha
  • Lista de Compras
  • Notícias
  • Humor
  • Cadastro



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CIBERCRIMINOSOS OFERECEM CAMISAS DE POLÍTICOS PARA PRATICAR GOLPE PELO WHATSAPP

18/09/2018

Cibercriminosos aproveitaram o momento de eleições para praticarem um novo golpe e conseguir dados pessoais de usuários de smartphones.

Através do WhatsApp, as vítimas recebem dois links maliciosos, enviados por amigos particulares, listas de transmissão ou por algum membro dos seus grupos. Eles oferecem supostas camisas gratuitas de apoio a políticos influentes entre a população, tais como Jair Bolsonaro e Lula.

O usuário quando clica neste link é direcionado para uma página referente a de um dos políticos, que oferece camisas gratuitas e inclui imagens dos modelos. Logo abaixo, o usuário precisa incluir seu nome completo e endereço, com cidade e estado onde residem, além de escolher o modelo de camisa desejado.

Ao preencher todos os campo, a vítima é direcionada para uma próxima página em que aparece a seguinte mensagem: “Precisamos nos certificar que você não é um sistema automatizado. Para isto, por favor COMPARTILHE com 10 pessoas/grupos manualmente”. Por fim, a pessoa é redirecionada para um site no qual há uma notícia falsa falando sobre a distribuição das camisas com um conteúdo que incentiva as pessoas a participarem.

Páginas falsas da promoção (Foto/ Divulgação)

O golpe foi identificado pelo laboratório da PSafe, especializado em cibersegurança, e já foi detectado mais de 61 mil vezes nas últimas horas e segue ganhando escala rapidamente.

“A principal característica do cibercriminoso no Brasil é se apropriar do contexto em que a população está vivendo para aplicar golpes e, neste momento, com as eleições se aproximando, este é o chamariz da vez. Em paralelo, eles seguem a estratégia de incentivar as pessoas a compartilhar o link malicioso, conferindo grande força ao golpe para que ele se espalhe rapidamente. Essa combinação de fatores torna o cenário de cibercrime no Brasil cada vez mais complexo e perigoso”, comenta Emilio Simoni, diretor do dfndr lab.

Alguns especialistas informaram que existem vários tutoriais e documentos na web, explicando como se precaver e não ser vítima de cibercrimes. Eles citam três dicas essenciais, como sempre checar se o link é verdadeiro ou não, utilize soluções de segurança que disponibilizam a função anti-phishing e sempre desconfie de mensagens que pedem para realizar o compartilhamento com amigos para ganhar alguma coisa.
 
 
 
 
Fonte: Ne10 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar