Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

FACEBOOK E INSTAGRAM VÃO ENCORAJAR MODERADORES A BLOQUEAR MENORES DE 13 ANOS NAS PLATAFORMAS

23/07/2018

Crianças com menos de 13 anos de idade terão mais dificuldade para usar Facebook e Instagram. Tecnicamente, a rede social de Mark Zuckerberg já não permite que pessoas com menos de 13 anos criem contas. Porém, até recentemente, o Facebook só investigava as contas de crianças se alguém tivesse as denunciado por serem de menores de idade. Agora, no entanto, quando os moderadores do site se depararem com contas que, aparentemente, pertençam a crianças com menos de 13 anos, por qualquer razão que seja, eles devem bloquear as contas, segundo uma reportagem do TechCrunch e um post de blog recente do Facebook.

Gizmodo Brasil entrou em contato com as assessorias de imprensa de Facebook e Instagram para checar se as novas instruções se encaixavam também para o Brasil, e a resposta foi que as mudanças são globais, ainda que sem datas definidas, embora se trate de algo que “já está sendo implementado desde a publicação do post”.

Se um usuário for bloqueado por esta razão, mas na verdade tem 13 anos ou mais, ele terá que apresentar ao Facebook um documento de identidade emitido pelo governo para provar sua idade e desbloquear sua conta.

A política de idade do Facebook foi estabelecida em linha com a Lei de Proteção de Privacidade Online Infantil dos EUA, que afirma que os sites só podem coletar dados de crianças de 13 anos ou menos de idade com o consentimento dos pais ou responsáveis. A política de idade em si não mudou — apenas a orientação que o Facebook fornece a seus moderadores e revisores.

Um porta-voz do Facebook confirmou a mudança “operacional” ao TechCrunch, explicando que os revisores serão treinados para implementar a política de restrição etária tanto no Instagram quanto no Facebook. Em resposta ao pedido do Gizmodo por comentários, um porta-voz do Facebook encaminhou o Gizmodo até o recente post de blog da empresa sobre a mudança.

No post, a diretora de gerenciamento global de políticas do Facebook, Monika Bickert, diz que a nova abordagem para regular usuários menores de idade é uma resposta ao documentário da emissora britânica Channel 4, em que um repórter disfarçado treinou para ser um moderador do Facebook por meio de uma empresa com sede em Dublin, a CPL Resources. “Desde o programa, temos trabalhado para atualizar a orientação para os revisores bloquearem qualquer conta que encontrem se tiverem indício forte de que sejam de menores de idade, mesmo que a denúncia fosse sobre outra coisa”, escreveu Bickert.

O documentário mostrava exemplos de revisores não removendo posts que incluíam conteúdos racistas, violentos e abusivos — aparentemente, em contraste com os padrões do Facebook. Porém, a reportagem também incluía uma declaração de um moderador afirmando que os revisores lá não agiam a menos que um usuário dissesse que é menor de idade. “Caso contrário, nós simplesmente fingimos que somos cegos e que não sabemos a aparência de alguém menor de idade”, o revisor disse.
 
 
 
Fonte: Gizmodo 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar