Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MILHÕES EM CRIPTOMOEDAS SÃO APREENDIDOS EM OPERAÇÃO QUE DESMANTELOU QUADRILHA EUROPEIA DE LSD

02/07/2018

 
 
 Com uma explosão do preço de bitcoin em 2017 e a conversa constante sobre a revolução causada pelo blockchain, parece que as pessoas se esqueceram que criptomoeda é bom para fins ilegais, como comprar drogas. Na quinta-feira (28), a polícia deu a todos um lembrete das raízes dessas moedas virtuais, quando prendeu uma quadrilha especializada em LSD e apreendeu milhões de dólares em criptomoedas.

Um comunicado da Europol diz que recentemente eles, juntamente com a polícia da Espanha e a polícia da Áustria, desmantelaram um grupo criminal que traficava drogas sintéticas na dark web desde 2012. A operação era grande: foram fechados dois laboratórios, oito pessoas foram presas e, segundo a Europol, um recorde de apreensão de 800 mil doses de LSD.

O comunicado da entidade é um pouco confuso quando cita a prisão de criptomoedas. Eles falam que bitcoin, IOTA e tokens de lumen foram apreendidos, o que combinando os valores daria € 5.675.000 (US$ 6.623.366). Mas em outra parte do comunicado, fala de um valor total em criptomoedas de € 4,5 milhões (US$ 5,25 milhões). A princípio a confusão parece ter acontecido dado a volatilidade das cotações de criptomoedas. Só é citado o número de bitcoins apreendidos, no caso 510.

Foto de parte dos itens apreendidos pela Europol. Crédito: Europol

De fato, tem alguns detalhes faltando no comunicado da Europol. Por exemplo, foi dito que oito suspeitos foram presos e é citado que eles são da Espanha, Áustria e França, mas nenhum deles foi identificado. Também é dito que dois laboratórios de droga sintética foram desmantelados, mas quando a agência descreve a ação do grupo, eles dizem haver três laboratórios. Do comunicado:

A quadrilha tem operado na Espanha desde 2012 e importou material bruto para fazer substâncias psicoativas em países asiáticos, sobretudo a China. A organização instalou um laboratório em Amsterdã, que servia como unidade de produção de drogas sintéticas. Deste laboratório, as substâncias narcóticas eram enviadas para dois outros laboratórios da Espanha (Granada e Valência), que eram diretamente geridos pela organização e onde as drogas eram empacotadas e distribuídas para o consumidor final.

Entramos em contato com a Europol para esclarecer as questões e perguntamos se eles poderiam fornecer para gente mais informações sobre os itens apreendidos e as pessoas detidas. Também pedimos informações sobre os modelos de carros de luxo que foram encontrados com a quadrilha. O pessoal das criptomoedas adora uma Lamborghini, então nós queríamos saber se nessa apreensão tinha alguma delas. Caso eles nos respondam, atualizaremos o post.

Junto com uma grande quantidade de ácido, a agência disse que os laboratórios estavam sendo usados para produzir mais de 100 diferentes tipos de substâncias psicoativas. Embora tivesse duas páginas apenas para convidados, a organização supostamente vendia os itens pela dark web aos consumidores em mais de 100 países e conduzia a operação por meio dos Correios de diferentes países.

Não é uma boa época para se vender drogas pela dark web. Algumas ferramentas de criptografia têm se mostrado pouco confiáveis ou muito sucetíveis a erros de usuários, e governos têm se dedicado a isso.

Na terça-feira (26), o Departamento de Justiça dos EUA anuncio que apreendeu mais de US$ 20 milhões em criptomoedas de 35 vendedores da dark web. Mesmo se os fornecedores não forem presos, eles precisam estar preparados para converter as criptomoedas em dinheiro corrente, pois o mercado todo continua a apresentar declínio. Na sexta-feira (29), o bitcoin estava com valor 70% abaixo comparado com a última grande alta em dezembro, além do fato de ter entre 800 e 1.000 diferentes criptomoedas que não valem nada.
 
 
 
 
Fonte: GIzmodo 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar