Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

A IMPORTÂNCIA DA CLASSIFICAÇÃO DE DADOS DENTRO DO MONITORAMENTO DE MÍDIAS SOCIAIS

17/10/2017

Digamos que você tenha uma empresa que está lançando um produto, mas quer saber o que os seus concorrentes estão fazendo para vender mais, o que estão fazendo para estar na mente dos consumidores e o que está sendo falando sobre eles nas mídias sociais. Para saber essas respostas, será usada a Inteligência Competitiva através da configuração de uma ferramenta voltada à coleta de palavras-chave para ser feito o Monitoramento de Mídias Sociais sobre a sua empresa (vamos chamá-la de “A”), sobre o seu concorrente “B”, concorrente “C” e concorrente “D”. A partir daí, tudo o que cada empresa cria de conteúdo nas mídias sociais e tudo o que os usuários, sites e portais de notícias falam sobre cada empresa será coletado. Tendo esses dados em mãos, começa a ser feita a classificação de tudo que foi coletado, indicando e separando o que é positivo, negativo ou neutro e também atribuindo tags de identificação do assunto de cada publicação ou comentário coletado, indicando quando é um elogio, menção à marca, retweet, reclamação, atendimento, notícia, dúvida, sugestão, etc. e se quem publicou ou comentou é um cliente, usuários em geral, funcionário, pessoa influente nas mídias sociais, etc.

Plano de monitoramento

Inicialmente, deve-se criar um plano de monitoramento. Neste plano, deve conter a lista com as palavras-chave utilizadas para que a ferramenta busque por elas nas mídias sociais (sites, blogs, redes sociais, fóruns, etc.). Esta lista deve englobar não apenas o nome da empresa, marca, produto ou serviço a ser coletado nas plataformas digitais, mas também, todas as palavras que fazem parte do universo do item procurado (reúna a equipe envolvida e faça um brainstorming para serem levantadas as palavras que estão associadas ao negócio). Então, se o produto é lentes de contato, não só a própria marca deverá ser pesquisada, deverá ser levantado o que falam não só sobre os produtos concorrentes, como o que falam sobre óticas, oftalmologistas, óculos, tipos de doenças que afetam os olhos e demais assuntos ligados ao tema.

Antes de ser iniciada a classificação dos dados coletados pelas ferramentas de monitoramento de mídias sociais, é necessário ter em mente o máximo possível de informações sobre o objetivo do negócio da empresa, sobre o objetivo da comunicação e sobre o objetivo final a ser alcançado com o monitoramento que é realizado (vender mais? Tratar da imagem? Conhecer a concorrência? Conhecer o mercado? Identificar tendências?) para nortear a classificação. Ter essas informações é importante porque, dependendo do tipo de negócio, um mesmo tipo de comentário pode ser considerado algo positivo para uma marca ou negativo para outra.

monitoramento de Mídias Sociais

Um exemplo é o das marcas de luxo. Para um determinado produto que não seja do mercado de luxo, receber um comentário sobre o valor alto pode ser algo muito negativo, uma vez que mostra que, provavelmente, o consumidor preferirá comprar um produto similar que seja mais adequado ao seu poder aquisitivo. No entanto, para um produto que queira se posicionar no mercado de luxo, um dos parâmetros que pode ser considerado é o valor acima dos produtos comuns, oferecendo uma experiência, exclusividade e status acima do que é oferecido pelos demais (contudo, nem sempre está associado diretamente a uma qualidade superior), logo, quem considerar esse produto como sendo caro, já poderá ser descartado como parte do nicho de mercado, como o público-alvo que a marca deseja ter como cliente

A coleta de dados, durante o monitoramento para comparação da ação de empresas concorrentes nas plataformas digitais (Inteligência Competitiva), por exemplo, para saber o que falam, quem fala, como falam e a percepção do público em geral sobre essas empresas tem o foco entender as estratégias dos concorrentes para entrar nas mídias sociais ou melhorar o seu posicionamento.

Com a Inteligência Competitiva (Análise da Concorrência), você tem embasamento para melhorar a sua atuação nos meios digitais e identificar o que você não faz mas que o seu concorrente faz, para que você possa fazer melhor do que ele.

Outro ponto que pode ser identificado com a Inteligência Competitiva é qual tipo de abordagem um dos seus concorrentes tem com os seus clientes e que o torna líder no segmento. Pode também entender qual é a percepção dos consumidores em relação à sua marca e aos seus concorrentes. Saber quem é mais lembrado quando falam sobre o seu segmento de mercado. Identificar quem são as pessoas influentes e quais delas podem ter tido uma experiência mais agradável ou desagradável com umas das marcas concorrentes. Também é possível identificar tendências de mercado que possam surgir nos próximos meses ou semanas ou mesmo identificar que uma possível crise de imagem pode estar para chegar para alguma das marcas.

De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa RockContent com 1030 empresas brasileiras dos mais diversos setores da economia, foi identifcado que apenas 11,3% delas fazem um levantamento do posicionamento do seu negócio frente aos seus concorrentes. Este é um indicativo de que estará à frente da sua concorrência quem tiver o cuidado de se dedicar a analisar como a sua marca e os seus concorrentes estão agindo nas mídias sociais e quais são as respostas do público.



 
 
Fonte: ziggi

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar