Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CASAL ROUBA EQUIVALENTE A US$ 1,2 MILHÃO APLICANDO GOLPES NA AMAZON

02/10/2017

A política de trocas de produtos defeituosos da Amazon é bastante amigável com os clientes e um dos pontos positivos mais destacados pelos consumidores da empresa, mas um casal de Indiana, nos Estados Unidos, se aproveitou disso para aplicar um golpe que lhe rendeu o equivalente a US$ 1,2 milhão (R$ 3,8 milhões na cotação atual) em produtos eletrônicos. Até os dois espertinhos serem descobertos, evidentemente.

Erin Joseph Finan, de 38 anos, e Leah Jeanette Finan, 37, foram acusados em maio deste ano. À época, o procurador Josh Minkler afirmou que os Finans haviam comprados diversos itens eletrônicos na Amazon com centenas de identidades online falsas. Eles então entravam em contato com a empresa, afirmando que os produtos estavam defeituosos, e recebiam novos produtos em troca, sem que perguntas fossem feitas, como é de praxe na empresa. Acumularam, assim, o equivalente a US$ 1,2 milhão em dispositivos, que incluíam câmeras GoPro, Xbox Ones e smartwatches da Samsung, segundo o USA Today.

Os Finans em seguida vendiam os itens para Danijel Glumac, também de Indianapolis e co-réu neste caso. Glumac, por sua vez, revendia os produtos para uma entidade de Nova York não divulgada, segundo as autoridades.

Erin e Leah declararam-se culpados recentemente de fraude postal e lavagem de dinheiro e podem pegar até 20 anos de prisão. A audiência de sentença está marcada para o dia 9 de novembro deste ano.

Além do possível tempo atrás das grades, parte do acordo exige que os Finans paguem de volta US$ 1.218.504 à Amazon, além de renunciar ao direito de recorrer da sentença caso sejam condenados a menos de sete anos e três meses de prisão.

O golpe da devolução de produtos da Amazon já é conhecido há muito tempo, e vendedores já foram alvos de golpes diversas vezes. Compradores que tenham uma lista grande de produtos defeituosos reportados normalmente são banidos, e por isso os Finans executaram esse esquema de criação de contas falsas. Apesar do valor de pouco mais de um milhão de dólares ser irrisório para uma empresa do tamanho da Amazon, a condenação do casal de Indiana é uma mensagem clara do que pode acontecer às pessoas que tentam lucrar a partir às custas da política de trocas amigável da companhia.
 
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar