Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

A NOVA “COMPANHIA AÉREA PARA MILLENNIALS” DA AIR FRANCE OFERECE REALIDADE VIRTUAL E BAR ROOFTOP

26/09/2017

A Air France havia anunciado, em julho, planos de lançar uma companhia aérea especificamente voltada para os millennials, levantando então a dúvida do que isso seria, exatamente. Bom, nesta segunda-feira (25), a empresa compartilhou alguns novos detalhes: a “Joon” vai oferecer aos jovens diferentes inovações de lifestyle, como destinos surpresas, “experiências Airbnb” e headsets de realidade virtual para entretenimento durante o voo (e Fortaleza será um dos destinos oferecidos pela nova companhia).

Existe toda uma indústria dedicada a choramingar sobre todas as maneiras como os millennials estão fracassando em fazer as coisas que seus pais faziam enquanto jogavam o mundo na descarga. Enquanto isso, alguns negócios entendem que precisam descobrir novos jeitos de apelar para esse grupo demográfico que representa, por exemplo, mais de um quarto da população dos Estados Unidos, de acordo com este censo recente. Então o que é que essas pessoas misteriosas, diversificadas e preguiçosas querem? Se a Joon estiver correta, querem o que as outras gerações querem, mas de modo um pouco diferente.

Os millennials podem até ser mais espertos em relação a táticas desprezíveis de marcas, mas eles também têm um obsessão compulsiva por acompanhar as vidas de subcelebridades por redes sociais para sentir que estão vivendo a vida boa também. De acordo com um comunicado da Joon, os passageiros terão um gostinho desse estilo de vida, porque a companhia aérea não é apenas uma companhia aérea, é “uma marca fashion, um bar rooftop, um canal de entretenimento, uma assistente pessoal… e a Joon também voa!”.

Vamos esmiuçar isso:

A Joon é uma “marca fashion” porque os comissários de bordo vestirão um uniforme azul elétrico que reflete um “look chic esportivo”. Algo como os uniformes estilosos e coloridos vestidos pelas comissárias da PanAm na década de 1960.

É um “bar rooftop” porque vai oferecer umas comidas (com 20% das opções orgânicas) e bebidas (alguma delas com vitaminas). O bar não parece ser no “telhado” da aeronave, mas, ei, o avião em si estará voando sobre todos os telhados, não é mesmo?

É um “canal de entretenimento” porque você poderá assistir a filmes e programas de TV por streaming em seu notebook, smartphone ou tablet, pela presença de Wi-Fi. É tipo aquelas telas estranhas na traseira dos assentos que algumas companhia aéreas têm, mas, neste caso, você leva a sua própria tela. Não tem sua própria tela? É aí que entra o headset de realidade virtual AlloSky.

Anunciado nesta segunda-feira na Apex Expo, na Califórnia, o headset da Joon foi projetado pela Allomind e está sendo descrito como um cinema pessoal leve. Ele têm dois displays micro-OLED de 1080p trabalhando em conjunto para, aparentemente, dar a ilusão de que você está assistindo aos filmes em uma tela de três metros. Se você tiver alguma companhia no voo, vocês podem sincronizar o conteúdo e assisti-lo juntos.

Por último, mas não menos importante, a Joon é uma “assistente pessoal” porque oferece serviços como a opção de alugar seu carro para estranhos enquanto você está viajando, usando o TravelCar, dicas de turismo de operadores do Airbnb, a opção de entrar em um modo de destino aleatório, por meio do Waynabox, além da possibilidade de fazer uma vaquinha virtual para pagar sua passagem por meio do Paper Plane, um serviço que ainda não estreou.

A Joon é uma companhia aérea que se enquadra como “low-cost” no mercado. Diferentemente de companhias como Easyjet e Ryan Airlines, no entanto, ela não coloca como seu público-alvo pessoas em busca de passagens de baixo custo, mas, sim, os jovens descritos acima. Segundo a empresa, inicialmente a linha aérea oferecerá voos partindo do aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, para curtas distâncias, incluindo Barcelona, Porto, Lisboa e Berlim, e, na metade de 2018, começará a operar em longas distâncias, com destaque para Fortaleza, aqui no Brasil, como um dos destinos.

Como um millennial, eu posso dizer que isso tudo é legal. É legal. Provavelmente eu vou sentir enjoo por usar um headset de realidade virtual em um voo. Quanto aos serviços, eu nunca usaria maioria deles, não me importo com isso. E não tenho condições financeiras de ir para nenhum dos destinos da Joon mesmo. Se uma linha aérea quiser apelar para os millennials, talvez devessem oferecer milhas como moeda de troca para pagar empréstimos estudantis. De qualquer forma, você pode “descobrir o espírito da Joon” neste vídeo promocional abaixo.


 
Fonte: Gizmodo
 
 
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar