Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

OI: NÃO HÁ ARGUMENTOS PARA FUNDAMENTAR POSSÍVEL CASSAÇÃO DE LICENÇAS

01/09/2017

Em comunicado enviado à imprensa na noite desta quinta-feira, 31/08, a Oi afirma desconhecer os argumentos que fundamentam a abertura de medida cautelar da Anatel para avaliar uma possível cassação das licenças da operadora.

A decisão foi anunciada também nesta quinta-feira, 31, pela Anatel. A agência reguladora, "no exercício de suas atribuições regulatórias, na sequência de processo de monitoramento permanente da situação econômico-financeira da concessionária, constituiu formalmente um Núcleo de Ações para acompanhar a evolução dos acontecimentos e propor alternativas para recuperação dos créditos da Agência e à mitigação de riscos operacionais."

No informe, a Oi destaca que vem ´mantendo o órgão regulador periodicamente informado sobre os indicadores operacionais e financeiros da companhia, que vêm evoluindo positivamente ao longo do de seu processo de recuperação judicial, inclusive com melhorias consistentes nos indicadores de qualidade. Todos os indicadores são devidamente protocolados no processo de acompanhamento econômico-financeiro por meio do qual a Anatel se informa sobre a situação da Oi."

A operadora ressalta ainda que está seguindo à risca todos os ritos previstos no processo de recuperação judicial, que teve a assembleia geral dos credores agendada para o dia 09 de outubro. "Todos os ritos deste processo também têm sido devidamente acompanhados pela Anatel", pontua. Ao final, a Oi destaca ´desconhecer os argumentos que poderiam fundamentar a medida anunciada porque não foi notificada." O portal Convergência Digital publica a íntegra do comunicado da Oi:

"A Oi vem mantendo o órgão regulador periodicamente informado sobre os indicadores operacionais e financeiros da companhia, que vêm evoluindo positivamente ao longo do de seu processo de recuperação judicial, inclusive com melhorias consistentes nos indicadores de qualidade. Todos os indicadores são devidamente protocolados no processo de acompanhamento econômico-financeiro por meio do qual a Anatel se informa sobre a situação da Oi. Além disso, a Oi vem seguindo à risca todos os ritos previstos no processo de recuperação judicial, com data prevista para realização da assembleia geral de credores (9 de outubro) e com programa já em andamento para pagamento de valores até R$ 50 mil a credores. Todos os ritos deste processo também têm sido devidamente acompanhados pela Anatel. A Oi desconhece os argumentos que poderiam fundamentar a medida anunciada hoje porque não foi notificada. Tão logo a Oi tenha acesso ao processo apresentará todas as informações e esclarecimentos.
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar