Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

RADIOHEAD ESCONDE VELHO PROGRAMA DE COMPUTADOR NA VERSÃO DE ANIVERSÁRIO DO OK COMPUTER

14/07/2017

radiohead
 
 

“Velho” é um termo muito relativo quando falamos sobre a história do computador. Parece, no entanto, que o Radiohead escondeu um programa de computador na fita que vem com a edição do 20º aniversário do OK Computer, e fazer ele rodar parece uma viagem no tempo. Isso porque você precisará de um computador britânico de 8-bits dos anos 1980, o ZX Spectrum, para rodá-lo.

Bom, isso foi um pouco dramático. Alguns usuários do Reddit perceberam que a primeira faixa da fita tinha o som de inicio do ZX Spectrum e se perguntaram se os ruídos ao final da fita também poderiam ser relacionados ao Spectrum. Já que o antiquíssimo computador usava fitas cassete para rodar programas, a ideia que os barulhos eletrônicos fossem na verdade o código de um programa foi uma boa sacada. O fato de Jonny Greenwood, guitarrista e tecladista do Radiohead, ser dono de um Spectrum ZX e ter aprendido a escrever em Sinclair BASIC, o sistema operacional do computador, deu ainda mais indícios que apontavam para essa surpresa. O Radiohead até usou alguns sons do Spectrum ZX na música “Let Down” na versão original do Ok Computer.

Mas de volta ao programa de computador. Depois de falar em conseguir o áudio cru através de um emulador de Spectrum ZX, o usuário de Reddit Maciej Korsan aplicou um filtro de base de 3.5Hz e tentou de novo. Magicamente, o Spectrum ZX ativou um programinha adorável chamado “Radiohead”. Primeiro aparecem os nomes dos membros da banda e uma data, 19 de Dezembro de 1996, que foi quase exatamente seis meses antes do lançamento original do OK Computer:

cyihknq7xl6cds803okf

Seguido de uma frase muito simpática:

hugktzvqsmpwlc0iteut

(com todo o nosso amor)

Então são apenas ruídos, cores claras, letras e símbolos aleatórios e mais cores. De acordo com o YouTuber OooSLAJEREKooO, tem pelo menos mais uma surpresa escondida dentro da primeira: “Também dentro do código existe um texto preto em cima de um texto preto escrito: ‘Parabéns… você encontrou a mensagem secreta syd vive hmmmm. Nós deveríamos sair mais’”.

Aqui está o vídeo do programa completo, cortesia de OooSLAJEREKooO:

Não está claro quando o Radiohead fez esse lindo programa de computador. Se for de fato em dezembro de 1996, a banda estava muito à frente de seus colegas de música experimental ao usar o som para criar código que funciona. O Aphex Twin (Richard James) escondeu secretamente um rosto de aparência demoníaca em uma das faixas em seu álbum de 1999, Windowlicker. O rosto do demônio é provavelmente o próprio Richard James, fazendo o seu sorriso sinistro, e demorou dois anos após o lançamento para que alguém achasse a imagem.

Assim como a surpresa do Radiohead, nem Aphex Twin e nem sua gravadora anunciaram a mensagem oculta. De acordo com uma matéria de 2002 na Wired, um músico eletrônico chamando a si próprio de Chaos estava “brincando com o WinAmp uma noite quando viu o rosto diabólico”. Sem entrar em detalhes demais, James aparentemente escondeu as imagens desta música e outras usando o sintetizador de Mac, MetaSynth. Se você realmente quiser se aprofundar nisso, aqui está uma ótima postagem do blog sobre “o rosto Aphex”, que inclui frases como “escala de frequência logarítmica”.

Se tudo isso deixa você se perguntando sobre o futuro do vinil e de cassetes e CDs, isso é bom. O Radiohead sempre se esforçou muito criativamente quando se trata de fazer e distribuir seus álbuns. A banda deixou os consumidores pagarem o quanto quisessem, incluindo um centavo, para baixar seu disco de 2007 In Rainbows. Então, eles foram lá e venderam para os mesmos fãs uma caixa de vinil/CD por US$ 82, tudo sem usar uma gravadora.

A edição em caixa do OKNOTOK, o pacote OK Computer de aniversário de 20 anos, custa impressionantes US$ 130. Ele inclui o álbum remasterizado em três discos de vinil, juntamente com alguns desenhos, um livro de letras, algumas das “notas e rabiscos” de Thom Yorke, um caderno de desenho de “trabalho preparatório” e, é claro, o cassete C90 com aquele pequeno e adorável programa de Spectrum ZX dentro. Isto tudo vale a pena? Depende de quão fã de Radiohead você é.
 
 
 
Fonte: Gizmodo
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar