Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CHINA VAI FISCALIZAR CONTEÚDO PUBLICADO EM VÍDEO NA INTERNET

06/07/2017

A China anunciou mudanças em sua estratégia de fiscalização de conteúdo que entra no país através da internet e passará a monitorar com mais rigor material audiovisual.

Uma equipe de censores irá avaliar vídeos e postagens, que deverão seguir os “valores essenciais do socialismo” sob o risco de serem banidos no país, como já acontece com diversos sites e serviços estrangeiros.

O chamado Grande Firewall da China, em referência à famosa Muralha histórica, irá ampliar seu alcance. Todo conteúdo audiovisual, seja em forma de filmes, clipes, documentários, animações ou mesmo eventos esportivos, passará sempre pelo crivo de dois auditores designados pelo governo. A rede social Weibo, similar ao Twitter, mas de abrangência restrita ao público chinês, será um dos principais alvos das novas regras.

A definição do que não pode ser exibido dentro da internet chinesa vai de violência explícita, genitália e matança de animais ameaçados de extinção, que costumam ser igualmente vetados em sites e serviços Ocidentais, mas também temas controversos para o público da China, como homossexualismo, tabagismo e até mesmo o uso de palavrões. Vídeos considerados sexy demais também sofrerão censura, por serem enquadrados como vulgaridade, embora as definições sejam vagas.

Em contrapartida, o Estado incentiva a produção de conteúdo audiovisual que prestigie o patriotismo, louvores a sua terra natal, material histórico com uma perspectiva positiva, amor filial e caridade com os necessitados. Qualquer cidadão que violar as regras poderá ver seu site ou conta suspensa e encarar os rigores da lei.
 
 
Fonte: Codigo Fonte

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar