Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

O CLONE MAIS RECENTE DO SURFACE FEITO PELA SAMSUNG É UMA TRISTE DECEPÇÃO

25/05/2017

samsung-surface-clone
 
 

Mesmo em um mundo sem a Microsoft, o Samsung Galaxy Book seria um dispositivo frustrante. Ostensivamente, é um clone do Surface: um tablet anabolizado com Windows com uma caneta para desenhar e um teclado para digitar. Na prática, é uma máquina cara que me faz desejar outro computador. A tela parece ótima, mas uma caneta barata, má refrigeração e um alto preço complicam a situação. O Samsung Galaxy Book parece o primeiro de uma série de desastres da nova investida na Samsung em computadores.

Dois anos atrás, a Samsung quase saiu da corrida dos computadores. Ela tinha alguns tablets Android e uma linha muito boa de telefones Galaxy, mas do lado Windows das coisas só existia o ATIV Book 9. Era um notebook decente, mas longe de ser espetacular o bastante para atrair fãs. Então, em 2016, a Samsung começou a colocar sua energia em fazer máquinas Windows realmente boas. O Notebook 9 era incrivelmente leve e praticamente perfeito (tirando a vida da bateria), o Samsung Galaxy TabPro S tinha o tipo de beleza em seu display que geralmente só encontramos em smartphones, e o Samsung Notebook 7 era o laptop burro de carga acessível que um estudante de universidade jamais tinha visto antes.

jbmmjge4y9bgmfkh3o7j

O Galaxy Book usa a capa como dobradiça e é exatamente precário como você esperava.

Esse ano, a Samsung continua a acumular inércia em uma linha expandida de laptops muito bons, como o Notebook 9, de 15 polegadas. O Samsung Galaxy Book, que substitui o terrivelmente nomeado Galaxy TabPro S como o principal computador Windows da Samsung, não é um dos muito bons.

Sim, o novo dispositivo representa uma melhora em alguns aspectos. Ele vem em dois tamanhos, enquanto o TabPro S só tinha um. Você pode comprar um Galaxy Book tanto de 12 polegadas quanto de 10,6 polegadas, com o de 12 tendo um veloz processador Kaby Lake i5 que é mais rápido que um Surface Pro 4, e a versão de 10,6 polegadas tem um Kaby Lake Core m3 que deve ser mais rápido do que um processador Core M de sexta geração do Galaxy TabPro do ano passado. Também tem um teclado parecido com o Surface bem melhorado, que ainda não é uma delícia para digitar, mas é infinitamente melhor do que a monstruosidade que o Galaxy TabPro S tinha.

A versão de 12 polegadas tem até HDR, caso exista a chance de você estar assistindo ao Netflix no navegador Edge. Nós não tivemos a chance de checar a versão 10,6 polegadas com um monitor LED, mas a tela OLED é um dos destaques do dispositivo de 12 polegadas, com pretos tão ricos que eles se misturam à moldura e um texto tão claro que nunca machuca seus olhos. Esse monitor é capaz de cores tão vibrantes que vai deixar seus amigos com iPads e Surface Pros com bastante inveja.

z4dlqnd3hq7idue1lhxa

Essa coisa faz um trabalho fantástico com cores.

Mas é por aí provavelmente que a inveja, e o seu orgulho, terminam. O Galaxy Book fica consideravelmente quente quando em uso. Isso não é um problema para um laptop de alta potência apoiado às suas coxas, mas é ridículo em um dispositivo híbrido que você frequentemente segura com as mãos ou carrega contra o antebraço. Por mais que o calor não seja ruim o bastante para causar dano à sua pele, ele é notável. E dá aquele sentimento desagradável de que você está sobrecarregando a sua máquina e que ela pode ajoelhar e morrer como um cavalo de corrida.

A caneta também é ruim. A S Pen, o dispositivo de entrada sensível à pressão da Samsung, é ótimo na série Note de telefones, e é até interessante no Samsung Chromebook Pro. No entanto, esses são dispositivos abaixo de US$ 1.000. Um Galaxy Book de 12 polegadas começa em US$ 1.130. O mesmo preço de um iPad e Pencil, um Surface Pro 4 ou até mesmo o novo Surface Pro, que já foi anunciado pela Microsoft.

n9finwsqc9ze2lwwmsqi

A caneta vem com um suporte estranho que você supostamente deveria acoplar à capa você mesmo com um adesivo.

A S Pen parece barata, e o botão de atalho, que opera coisas como o botão direito do mouse, fica bem onde o meu dedão fica quando estou segurando uma caneta. Isso leva a muitos cliques acidentais. Além de eu ter achado a caneta barata e irritante, também percebi algum atraso quando desenhava no aplicativo Notes da Samsung, mas também não sou nenhuma artista. Portanto, fui até Jim Cooke, o diretor de arte e ilustrador do Gizmodo. Jim passa seu dia usando uma estação profissional Cintiq e suas noites em um iPad com um Pencil. Ele conhece bem seus dispositivos de desenho digital. “É ruim”, disse, depois de alguns minutos rabiscando com a S Pen no Galaxy Book.

Suas maiores preocupações foram sobre como a caneta parecia deslizar em cima do vidro sobre a pegada da caneta em si. Ele achou muito leve e inconsistente. “Isso não é nada”, sacudindo a caneta no ar.

Além do mais, a caneta parece não ter sido completamente planejada. Não existe onde guardar a caneta no notebook. Ela não se gruda magneticamente ao lado, como no Surface. Ao invés disso, a Samsung incluiu um adesivo que você pode colar à capa para colocar a caneta.

isllt1grxrus09lk0ssn

Essa caneta…

Isso é muito burro. E você precisa ser bem burro para ir atrás de um Galaxy Book por seu preço atual. Com a versão mais lenta de 10,6 polegadas a bem razoáveis US$ 630, o principal de 12 polegadas começa em US$ 1.130 e pode ir até US$ 1.330 se você quiser 256GB de armazenamento ao invés de 128GB. Por esse tipo de quantia, o Galaxy Book simplesmente não vale a pena. A Samsung vai precisar arrumar essa caneta e os problemas de aquecimento se quiser que as pessoas gastem mais de US$ 1.000 nesse realmente lindo pedaço de vidro.

gez6kkt6eylis4qmyulv

RESUMO

• A tela é boa!
• A caneta é ruim!
• Ele é rápido!
• Consequentemente, ele esquenta muito.
• Pelo preço, é melhor você segurar sua grana e esperar o que a Microsoft vai mostrar com seu novo Surface Pro.

 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar