Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

O SERVIÇO DE TV DO YOUTUBE NÃO É PERFEITO, MAS É MUITO PROMISSOR

07/04/2017

youtube-tv-review
 
 

Por mais que eu tente, não consigo cortar o cordão umbilical. Por mais de cinco anos, tentei me afastar da TV a cabo — pela qual eu pago US$ 140 por mês — em favor do streaming. Mas eu não consigo viver apenas com Hulu e Netflix. Seria o YouTube TV meu salvador?

Eu sei que, com meu pacote de TV a cabo absurdo, estou gastando muito dinheiro extra em canais aos quais sequer assisto. Mas, até agora, os pacotes de TV em streaming, como Sling TV, DirecTV Now e PlayStation Vue têm grandes inconvenientes. O Sling TV é ótimo na teoria — oferece acesso a canais locais, à ESPN e a outras grandes redes por apenas US$ 20 por mês —, mas dois anos após seu lançamento ainda tem problemas de buffering ao reproduzir programas populares. O DirecTV Now tem a melhor seleção de canais, mas nossos testes iniciais com os aplicativos mostraram uma experiência repleta de bugs, e o preço introdutório que o tornou tão atrativo já se foi. O PlayStation Vue é muito bom, mas eu não tenho um PlayStation, e os aplicativos do PlayStation Vue poderiam receber maior atenção.

Agora, o YouTube está na disputa da TV ao vivo, com o YouTube TV. Por US$ 35 ao mês, consumidores de cinco cidades (Nova York, Chicago, Los Angeles, Filadélfia e São Francisco) têm acesso a cerca de 50 canais.

bn7v2zy9karu5pohknum

Canais disponíveis no YouTube TV neste momento. Notem que AMC, BBC America, IFC, etc, não estão disponíveis agora. O YouTube diz que estarão “em breve” (Imagem: YouTube)

Ainda assim, a seleção de canais deixa algo a desejar. Ter acesso a canais locais é excelente, e as diversas redes de emissoras a cabo controladas por NBC (USA, SyFy, CNBC, MSNBC, Bravo), ABC (Disney, ESPN, Freeform) e Fox (Fox News, FX, FXX, Nat Geo) são ótimas. Mas a ausência das redes da Time Warner/Turner (CNN, Cartoon Network, TBS), ou da Viacom (Comedy Central, MTV, Nickelodeon), é uma grande pena. A AMC Networks chega em breve, o que significa que os assinantes terão acesso a AMC, Sundance, IFC e We TV.

Apesar da seleção de canais relativamente fraca do YouTube TV, o resto do serviço é revigorantemente bem construído. O aplicativo está disponível para desktop via navegador, assim como para iOS e Android. As experiências em um desktop e nos aplicativos móveis são excelentes. A interface é muito similar ao aplicativo do YouTube já existente, com três abas para Biblioteca, Home e TV ao Vivo.

ibng164m4bn1rdmqv2hb

 

Interface do YouTube TV no iOS (Christina Warren / Gizmodo)

Quando se trata de assistir à programação ao vivo, a reprodução é excepcional. Faz sentido, já que o YouTube tem muita experiência em oferecer vídeos em grande escala. Seja enquanto eu estava esperando pelo metrô, em um táxi, no wi-fi horrível do escritório ou em meu apartamento, nunca tive problema de quedas enquanto assistia aos programas, e o aplicativo conseguia ajustar automaticamente a qualidade da imagem de acordo com a força da minha conexão. Testei o serviço em seu primeiro dia de operação completa, então é improvável que muita gente estivesse o usando ao mesmo tempo, mas o YouTube TV não teve nenhum dos problemas de buffering ou de qualidade de transmissão que enfrentamos com outros serviços.

cc8r60dhx0t4sguc1hip

YouTube TV em um navegador Web (Captura de tela: Christina Warren / Gizmodo)

Além da TV ao vivo, uma das características principais do YouTube TV é seu DVR em nuvem ilimitado. Simplesmente navegue por programas atuais ou que vêm a seguir e pressione um botão “+” para gravar a atração quando ela for ao ar. As gravações aparecem em uma biblioteca para serem reproduzidas posteriormente, e episódios podem ser armazenados por até nove meses. Quando um programa está disponível para reprodução, ele o faz sem qualquer pausa para anúncios. O YouTube TV não estabelece limite algum à quantidade de programas que você pode gravar de uma vez ou a quantos programas podem ser salvos na biblioteca, o que torna isso uma ótima maneira de acessar conteúdo.

Além das gravações e da TV ao vivo, muito conteúdo sob demanda também está disponível no aplicativo. Assisti aos episódios passados de Riverdale e Bob’s Burgers, e até mesmo alguns (tristemente editados) filmes que passaram no FXM. Quando você entra na página de um programa específico, ela revela quais episódios estão atualmente disponíveis, quais já foram armazenados na biblioteca do usuário e quais estão por vir.

Ainda assim, existe um grande ponto negativo no YouTube TV: conseguir assistir a ele em uma TV de verdade. No momento, a única maneira de reproduzir conteúdo em sua TV é por meio do Chromecast ou de uma televisão com Chromecast embutido. E, não, se sua TV suporta o menos robusto protocolo Google Cast (como a minha), isso não é o bastante. Eu tive que fazer uma bagunça em meu apartamento para encontrar um Chromecast escondido em uma gaveta para conseguir assistir a Riverdale. Quando tentei o AirPlay da minha Apple TV, enviando conteúdo do aplicativo do iPhone ou do iPad, só recebi som. Presumi que isso tivesse a ver com seja lá qual DRM (gerenciamento de direitos digitais) o Google teve que colocar no aplicativo.

É uma grande pena para milhões de pessoas que têm decodificadores que não sejam Chromecasts. O Google dará um Chromecast de graça a usuários que paguem por um mês de serviço (de outra forma, eles custam US$ 35), mas, se você já tem um decodificador, isso é apenas mais um dispositivo para ocupar mais uma porta HDMI. O Google realmente espera que eu mantenha meu Chromecast plugado por causa de um só aplicativo? Não vai rolar.

Apesar disso, alguns elementos do YouTube TV parecem pertencer ao futuro. Não é exatamente o Santo Graal da fusão de TV ao vivo e conteúdo sob demanda, como o próximo produto do Hulu parece ser. A seleção de canais do YouTube TV não é tão robusta quanto a que você consegue com o DirecTV Now — mas o componente crítico, a reprodução de vídeo, funciona extremamente bem. Os aplicativos são bem desenhados, e o preço de US$ 35 por mês é razoável para pessoas que se contentam com canais locais, alguns queridinhos da TV a cabo e muitos esportes. Se o YouTube TV conseguir fechar acordo com as principais redes de TV fechada e ampliar suas opções de reprodução, esse produto tem um verdadeiro potencial.

LEIAME

  • A falta de acesso aos canais da Turner/Time Warner é uma grande pena. Eu queria muito rever a estreia de Rick and Morty ontem à noite e tive que usar meu decodificador de TV a cabo.
  • Os canais da Viacom também fazem falta (sem Comedy Central, sem MTV), mas a Viacom no momento odeia esses serviços.
  • Não está claro se você pode usar o YouTube TV como um login TV Anywhere em diversos aplicativos de TV; entrei em contato com o YouTube e atualizarei o post se tiver uma resposta.
  • O conteúdo armazenado no DVR em nuvem é livre de propagandas, pelo menos por enquanto. Isso é superlegal.
  • A falta de AirPlay/aplicativos de TV de terceiros é uma droga.
  • O YouTube alega que a sala de estar é “muito importante” para o YouTube TV e que mais suporte a dispositivos estará disponível “nos próximos meses”.
  • Você pode ter até seis contas de usuário por perfil e transmitir até três delas ao mesmo tempo.
  • O conteúdo do YouTube Red é oferecido como um bônus, mas nenhuma das outras funções do YouTube Red (ausência de anúncios no YouTube, acesso ao Google PlayMusic) está incluída.

 
 
 
Fonte: Gizmodo
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar