Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

GOOGLE QUER DIMINUIR O TAMANHO DAS IMAGENS JPEG COM UMA NOVA FORMA DE COMPRESSÃO

20/03/2017

Já tem um tempo que Google tenta reduzir o espaço que as imagens ocupam na web. A maior parte dos esforços é baseada no formato proprietário WebP (que é ignorado por todo mundo, a não ser o próprio Google). No entanto, um novo projeto criado pelas divisões de pesquisa e código aberto da empresa pode ajudar a tornar imagens JPEG – um dos formatos de imagem mais comuns no planeta – até 35% menores, mantendo a qualidade.

Se trata de um codificador de imagens chamado Guetzli (que em suíço-alemão significa cookie; o projeto nasceu no escritório de pesquisas do Google em Zurique). Além de deixar os arquivos de imagem menores, o Guetzli cria imagens com uma aparência melhor do que outras fotos comprimidas.

A imagem abaixo mostra uma comparação entre o Guetzli, uma imagem descomprimida e uma imagem comprimida utilizando o popular codificador libjpeg

comparacao-guetzliA primeira imagem não tem compressão. A segunda é comprimida com libjpeg. A terceira foi comprimida com o Guetzli e tem menos rastros digitais, embora seu tamanho de arquivo seja menor do que o arquivo do libjepeg. (Imagem: Google)

O Google alega que sua pesquisa mostra que, mesmo quando o tamanho do arquivo é o mesmo (o que significa que o arquivo libjpeg foi codificado numa configuração de maior qualidade, resultando num arquivo maior), avaliadores humanos gostaram mais da imagem do Guetzli.

comparacao-guetzli-2

Como nota o Ars Technica, o mais importante é o fato de o Guetzli trabalhar com navegadores e com formatos que já existem. Outras tentativas de tornar as imagens menores sempre dependeram de novos formatos que nunca se espalharam suficientemente para se tornar algo viável. A beleza desse projeto é que ele cria uma imagem JPEG mais compacta.

O Google tornou o codificador Guetzli em um projeto de código aberto, e ele está disponível no GitHub para qualquer um que queira integrá-lo em seus projetos. Isso é importante porque, nesse momento, muitos programas baseados em imagens web (e até mesmo apps de processamento de imagem) utilizam o libjpeg por ele ser gratuito e fazer um bom trabalho. Se o Guetzli funcionar tão bem quanto o Google diz, ele pode se tornar um substituto confiável da outra solução, tanto para desenvolvedores web e designers quanto para fotógrafos. Será melhor para nós, usuários, porque as imagens ocuparão menos espaço e consumirão menos dados.
 
 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar