Página Inicial
  • Login
  • Esqueci a Senha
  • Lista de Compras
  • Notícias
  • Humor
  • Cadastro



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

SOBRAM EMPREGOS, MAS JOVENS QUEREM MAIS PARA ATUAR NA CIBERSEGURANÇA

23/02/2017

Até 2022, estima-se 1,8 milhão de posições de trabalho em aberto no mercado de Segurança da Informação, um aumento de 20% em relação às projeções feitas em 2015, revela a edição 2016 da análise Millennials: a próxima geração de profissionais de Segurança da Informação, parte do Global Information Security Workforce Study – GISWS (Estudo Global da Força de Trabalho na área de Segurança da Informação), feita pelo Center for Cyber Safety and Education™ , em parceria com o (ISC)²® e com a empresa de consultoria Booz Allen Hamilton, e que ouviu mais de 19 mil profissionais atuantes da área no mundo.

“Nossos estudos vêm apontando há anos a falta de mão de obra em Segurança da Informação, mas essa é a primeira vez que analisamos as respostas dos Millennials com mais profundidade. Observamos que eles buscam fatores diferentes em relação à satisfação com o trabalho e carreira. Eles realmente são o futuro da cibersegurança e acreditamos que será essa geração a solucionar a falta de profissionais na área”, explica David Shearer, CEO do (ISC)².

Dentre os principais resultados, as análises demonstram que os Millennials desejam crescimento que inclua programas de orientação e liderança, pagamento por participação em eventos corporativos, programas de treinamento e certificações, e associação a entidades profissionais pagas pela organização. Eles são a geração com maior tendência a mudar de emprego e estão mais propensos a se tornarem consultores de segurança do que a assumirem papéis de gerenciamento em uma organização.

Além disso, valorizam as oportunidades de desenvolvimento de carreira e são mais dispostos a pagar por elas, caso a empresa não ofereça. Para os profissionais dessa geração, o salário não é prioridade. No entanto, eles receberam aumentos maiores em comparação aos colaboradores de outras faixas etárias.

“Os Millennials já são e continuarão sendo fundamentais para o sucesso da nossa ciberdefesa coletiva”, explica Angela Messer, Vice-Presidente Executiva e Líder de Ciberinovação e Desenvolvimento de Talentos da Booz Allen. “Para atrair, reter e capacitar essa geração, vemos claramente no GISWS que a nossa indústria deve ser inovadora não apenas em seus serviços, mas também em como ajudar o desenvolvimento dos Millennials.”

O Global Information Security Workforce Study é um dos maiores estudos de seu gênero e tem como objetivo oferecer um amplo entendimento das escalas salariais, disparidades de competências, necessidades de treinamento, práticas de contratação corporativa, orçamentos de segurança, desenvolvimento profissional e atitude corporativa em Segurança da Informação que as organizações utilizam na contratação de gerentes e profissionais do setor. A análise completa sobre a geração Millennial está disponível em https://iamcybersafe.org/research_millennials/.
 
 
 
Fonte: Convergencia  Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar