Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BUG NO DROPBOX RESTAURA ARQUIVOS APAGADOS DE ATÉ SEIS ANOS ATRÁS

27/01/2017

Um bug surpreendeu muita gente nos últimos dias no Dropbox: arquivos que foram apagados até seis anos atrás reapareceram em suas contas na nuvem sem nenhuma explicação.

A empresa pediu desculpas pelo incidente e declarou que aconteceu uma falha técnica e não houve comprometimento de arquivos existentes ou a ação de hackers.

O problema começou durante a correção de um bug que estava impedindo que arquivos fossem removidos permanentemente dos servidores do Dropbox. Ao invés de apagar os documentos, eles foram, na verdade restaurados para as contas dos usuários. O que mais surpreendeu entretanto foi a idade dos arquivos: há relatos de documentos que reapareceram seis anos após terem sido supostamente deletados pelos usuários, incluindo vários gigabytes de arquivos que acabaram sendo sincronizados através da rede, gerando tráfego desnecessário e confusão.

Teoricamente, a política de remoção do Dropbox estipula que qualquer usuário pode recuperar um documento ou pasta excluídos após um período de 30 dias. Após esse prazo, o conteúdo é marcado para exclusão dos servidores, exceto nos casos do usuário ser um assinante do plano Dropbox Pro, quando esse prazo de acesso é estendido para um ano. Apenas assinantes do serviço Dropbox for Business tem acesso permanente a arquivos excluídos, durante a duração de seu plano.

De acordo com o Dropbox, os arquivos que reapareceram tinha “inconsistências em seus metadados” o que estava impedindo que fossem permanentemente excluídos dos servidores. Os arquivos foram marcados para conserto por seus engenheiros e, durante o processo de análise, aconteceu a reativação acidental dos documentos nas contas dos usuários.

Para os usuários afetados, é uma nova chance de avaliar a necessidade de apagar esses arquivos. Ainda que a empresa tenha marcado novamente esse conteúdo para destruição, segundo a Dropbox, qualquer documento modificado pelo usuário será excluído da lista de remoção e todos eles terão um período de 30 dias novamente para serem recuperados.

Entretanto, para quem se preocupa com a privacidade de seus dados confidenciais, o bug do Dropbox pode colocar uma dúvida sobre a eficiência de remover informações da nuvem, quando existe a possibilidade de que arquivos não sejam apagados permanentemente e os usuários não tem qualquer controle sobre seu status atual ou mesmo são notificados, até que ocorra um acidente.
 
 
 
 
Fonte: Codigo Fonte

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar