Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

A MICROSOFT PODE FINALMENTE ACABAR COM AS ATUALIZAÇÕES AUTOMÁTICAS DO WINDOWS 10

02/01/2017

windows10-alex-cranz
 
 

A Microsoft pode finalmente resolver uma das maiores irritações do Windows 10: atualizações automáticas. Sergey Tkachenko, do Winaero (um app de personalização para Windows), observou um novo recurso que permite atrasar  a atualização para até 35 dias em uma versão recentemente vazada do Windows 10 Creators Update.

Quando foi apresentada em 2015, as atualizações automáticas do Windows 10 se tornaram rapidamente a desgraça da existência dos usuários. Com o objetivo de proteger os usuários do Windows e ajudá-los a evitar lidar com o gerenciamento de updates, estes updates tendem a criar novos problemas.

Aparecendo sempre em momentos inoportunos, as atualizações deixam os computadores inúteis enquanto estão sendo carregados — sem contar nas interrupções de chamadas no Skype ou apresentações do Power Point. Usuários em áreas com internet de má qualidade sentem mais ainda este problema, pois os updates são grandes (alguns gigabytes) e podem asfixiar suas conexões de internet. E alguns updates são simplesmente instáveis. Um específico de agosto , por exemplo, fez com que webcams de vários computadores parassem de funcionar.

Embora haja soluções alternativas para estes problemas, a mais simples talvez seja uma que a Microsoft ignorou: permitir que os usuários controlem quando e como eles querem atualizar seus sistemas operacionais. O recurso notado por Tkachenko, disponível na build 14997 do Windows 10, permitiria que usuários parem updates por até 35 dias.

update-windows10

Sergey Tkachenko/Winaero

Infelizmente, a build 14997 do Windows 10 é apenas um vazamento e não planejada para vir a público. Previews do Windows 10, que estão disponíveis para membros do programa Windows Insider, têm sido removidos após o início de um novo ano. Além disso, a última build pública, a Windows 10 Creators Update, não será disponibilizada até março de 2017.
 
 
 
Fonte: Gizmodo
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar