Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

PRÓXIMA ATUALIZAÇÃO DO WINDOWS 10 MOBILE PODE TRAZER SUPORTE A SOFTWARES DE PC

23/11/2016

 
 A Microsoft pode ter em mãos uma nova tecnologia que pode mudar bastante o panorama do Windows 10 Mobile. Ao que tudo indica, uma das próximas atualizações do sistema móvel, de codinome “Redstone 3”, terá um emulador, que permite que processadores ARM rodem aplicativos x86, de acordo com a jornalista especializada em Microsoft Mary Jo-Foley. A expectativa é que a atualização seja lançada até o fim de 2017.
 

Se o parágrafo acima não fez sentido, a gente explica: os programas para Windows nos desktops são pensados para funcionar em uma arquitetura dos processadores Intel, a x86. Já os celulares, com apenas raras exceções, usam a arquitetura ARM, aplicada nos processadores projetados pela empresa de mesmo nome. Este é um dos motivos pelo qual softwares de PC não podem rodar nos celulares Windows... ou não podiam até agora.

PUBLICIDADE
inRead invented by Teads

Na prática, isso seria um salto incrível para o recurso Continuum, que adapta a interface do sistema quando um celular compatível é ligado a um monitor. Hoje, a plataforma ainda é muito limitada, funcionando apenas com os apps universais do Windows 10 distribuídos na loja da Microsoft. Com a emulação x86, não haveria mais restrições; nada impede de rodar uma versão completa do Photoshop, por exemplo, ou qualquer outro programa não-distribuído pela Windows Store. Se roda no PC, roda no celular.

A novidade, no entanto, não favorece tanto assim o uso no formato de celular, já que os programas teriam de ser projetados para se adaptarem à telinha do smartphone, quando a maioria deles foi pensada para ser usada exclusivamente em monitores maiores. O Continuum, portanto, seria a melhor forma de aproveitar a capacidade de emulação, transformando o Windows 10 Mobile e os celulares que contam com o sistema em ferramentas de produtividade sem comparação com qualquer outra plataforma hoje, unindo a portabilidade de um celular e a versatilidade de um PC. É bastante possível imaginar este conceito ganhando força especialmente entre empresas.

Também seria uma forma de a Microsoft tentar novamente entrar no mundo dos tablets. Em 2012, a empresa lançou o Windows RT, feito para rodar em tablets com processadores ARM. No entanto, o sistema era limitadíssimo, justamente por se restringir ao conteúdo da Windows Store, e foi um fracasso retumbante. O emulador poderia dar uma nova vida aos tablets com Windows e chips ARM.
 
 
 
Fonte: Olhar Digital
 
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar