Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

WHATSAPP LIVRE E MAIS: VEJA VANTAGENS DAS OPERADORAS PARA SEUS CLIENTES

20/10/2016

As operadoras de telefonia móvel fazem o possível para angariar novos clientes e manter os atuais. E como quase todo mundo que usa smartphone usa redes sociais como WhatsApp, Facebook e Twitter, algumas promoções atacam justamente nesse quesito.

Normalmente as vantagens trazem consigo algumas restrições que sequer aparecem nas artes publicitárias das operadoras. Mas não deixam de quebrar um galho em algumas ocasiões, principalmente para os clientes de pré-pago, pois alguns minutos no feed de notícias do Facebook podem consumir rapidamente com o pacote.

Veja abaixo o que oferece cada operadora:

TIM

WhatsApp

Clientes pré-pagos com pacote mensal de 50 MB por dia (R$ 12,00 por contratação) usam o WhatsApp sem descontar da franquia de internet. O uso de chamada por voz no app, porém, não faz parte do benefício e será descontado. São oferecidos, ainda, 50 MB de internet para usar como quiser. 

Mas, como adiantou o presidente da TIM, Stefano De Angelis, durante a Futurecom 2016, feira de telecomunicações, tecnologia da informação e internet, a operadora tem grandes chances de cortar a parceria com o WhatsApp. "Os serviços de dados comem a receita tradicional da empresa. Ou seja, não há como alavancar as nossas ofertas dando de graça um serviço que come a nossa receita tradicional", afirmou ele.

TIM Music by Deezer

Este é o serviço de streaming de música da TIM em parceria com a Deezer. O cliente terá acesso a todo o catálogo de músicas sem descontar da franquia de internet. Custa R$ 14,90 por cada 30 dias ou R$ 3,90 por cada sete dias.

Os planos Infinity Web 3 GB (R$ 59 por mês), Infinity Web 5 GB (R$ 69 por mês), TIM Pré 500 (R$ 10 por sete dias) e TIM Controle (R$ 50 por mês) já vêm com o serviço incluído, sem precisar pagar a mais.

Os pacotes semanal e mensal do TIM Beta, que também incluem ampliação das franquias de voz e dados, também oferecem gratuidade no TIM Music by Deezer. O valor mais barato é R$ 10 (500 MB + TIMmusic by Deezer, com 100 minutos de ligação para qualquer operadora).

Claro

WhatsApp

Para o cliente pré-pago, o acesso grátis não desconta da franquia, mas sim do pacote de internet válido para esse app. Os pacotes diários custam R$ 0,99 (30 MB), R$ 1,29 (45 MB) e R$ 1,99 (65 MB). Os mensais custam de R$ 6,90 (150 MB) a R$ 27,90 (900 MB). Já o cliente pós-pago possui acesso ilimitado ao WhatsApp sem descontar da franquia.

Facebook e Twitter

O cliente pós-pago no Claro Max possui acesso grátis ao Facebook e Twitter, sem descontar da franquia de dados. O plano mais barato custa R$ 89,99 por mês (2 GB de internet).

Há exceções nesse uso, porém: no Twitter, não é possível visualizar vídeos, acessar links e criar tuítes com localização sem descontar da franquia. No WhatsApp serão cobrados chamada por voz e acesso a links; enquanto no Facebook o check-in, vídeos fora do app, links, locais de imediações e central de apps vão descontar da franquia também.

Claro Música

Clientes do Claro Música ouvem ou baixam músicas sem consumir o pacote de dados. O serviço de streaming custa R$ 4,99 semanal ou R$ 14,90 mensal.

Vivo

Facebook

A Vivo disponibiliza pacotes adicionais para o cliente do pré-pago que quiser navegar mais no Facebook, seja para o período da noite (0h às 6h) ou apenas para os finais de semana. Essa franquia de 200 MB custa R$ 6,99.

A empresa ainda dá duas opções de pacotes para usar exclusivamente o Facebook e Facebook Messenger: o Vivo internet Redes Sociais semanal, que oferece 400 MB por semana por R$ 4,99; e o Vivo internet Redes Sociais mensal, de 800 MB por mês, por R$ 11,99.

Oi

A Oi não possui promoções específicas para aplicativos.

Benefício afeta a neutralidade da rede?

O Marco Civil da Internet (lei nº 12.965/2014) afirma, em seu artigo sobre neutralidade da rede, que sejam tratados de forma igualitária "quaisquer pacotes de dados, sem distinção por conteúdo, origem e destino, serviço, terminal ou aplicação".

O texto da lei diz que em caso dessa parte não ser cumprida, o responsável deve "abster-se de causar dano aos usuários", mas não é muito claro sobre punir quem dá apenas benefícios.

A Sinditelebrasil, sindicato que representa as telefônicas, disse por sua assessoria de imprensa que apenas as operadoras podem responder por essas promoções. No ano passado, a entidade acusou aplicativos como WhatsApp e Skype de concorrência desigual e injusta.

Já a Abranet (Associação Brasileira de Internet), que representa as operadoras de internet fixa, disse que essa é uma questão referente apenas às operadoras. Em outras oportunidades, porém, a Abranet, já havia defendido a neutralidade dos dados.

"A Abranet reforçou que garantir o princípio da isonomia entre pacotes de dados deve ser a máxima a ser observada na regulamentação da internet no Brasil. E enfatizou que a discriminação em função de classes de aplicações "dá margem à adoção de práticas" que favorecem o funcionamento dessas aplicações "à custa da neutralidade´". É o que diz uma notícia publicada no site da instituição em março deste ano.

Procuradas, a Tim, a Claro e a Vivo informaram que as promoções "cumprem todas as determinações vigentes".
 
 
Fonte: Uol
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar