Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ALEMANHA ANUNCIA DATA PARA O FIM DOS CARROS A COMBUSTÃO

14/10/2016

 
 

No final da semana passada, a Bundesrat (câmara superior do governo federal alemão, semelhante ao nosso Senado) votou a favor de uma medida que pode ser uma sentença de morte para os carros movidos a combustão. Segundo a casa legislativa, todos os novos carros registrados no país precisarão ser livres de emissões de gases estufa e outros poluentes até 2030. 

Além dessa medida, a Bundesrat também estimou um prazo de até 2050 para a rodagem de carros movidos com essa tecnologia. Segundo o Electrek, o país vem investindo pesadamente no desenvolvimento de carros elétricos. Atualmente, a Alemanha tem uma frota de cerca de 45 milhões de carros, dos quais apenas 25 mil são totalmente elétricos e 150 mil são híbridos.

Conforme o ArsTechnica aponta, a medida se relaciona a uma estratégia de redução de emissão de gases estufa adotada pela Comissão Europeia (pdf) em julho desse ano. A resolução impõe metas de redução de emissão de tais gases que a Alemanha só poderia atingir mediante uma drástica "descarbonização" de sua frota. Como não é possível eliminar as emissões da indústria e da agropecuária do país até 2050 sem afetar o seu desenvolvimento, o governo resolveu focar na mobilidade.
 
 

Impacto

Para ajudar a viabilizar essa trasição, o governo se comprometeu também a oferecer incentivos fiscais e opções financeiras à indústria de carros elétricos. Também deverá haver subsídios governamentais para o transporte público, serviços de compartilhamento de carros e para o uso de bicicletas como meio de transporte cotidiano.

Todas essas medidas, no entanto, são não-vinculativas, o que significa que elas não têm força de lei. Por outro lado, como elas foram aprovadas pela casa legislativa alemã, isso indica um firme compromisso do governo do país. Além disso, como a Alemanha é o terceiro maior produtor mundial de carros a combustão, e como as medidas foram adotadas para garantir o cumprimento de uma resolução da Comissão Europeia, é provável que outros países da União Europeia adotem medidas semelhantes.

Outro detalhe interessante é que o estado alemão de Niedersachsen tem uma forte dependência da Volkswagen em sua economia. O fato de que o estado aprovou a medida sugere que a fabricante de automóveis deve reforçar seu compromisso com a criação de carros elétricos no futuro.
 
 
 
Fonte: Olhar Digital
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar