Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

VINT CERF: INTERNET PRECISA E PODE MELHORAR MUITO

05/10/2016

Co-criador do protocolo que permite a troca de informações na rede mundial, e por isso conhecido como ‘pai’ da internet, Vint Cerf nem de longe acredita que se trata de um trabalho acabado. Como defendeu nesta terça-feira, 04/10, ao participar do WCIT 2016, em Brasília, há muito por fazer na rede. A começar por criar acertos globais que enderecem diferentes questões de uma tecnologia com pouco apego a fronteiras e jurisdições. 

“Entre o que precisa ser feito estão acordos transnacionais. Acordos que têm a ver com como contratamos, o valor da assinatura digital, quais tecnologias são usadas para isso, como as identidades das partes podem ser confirmadas. Precisamos de regimes cooperativos. Se uma parte da internet pode ser atacada por alguém em outra jurisdição, o que fazer quando o criminoso está em outro país? Vamos precisar ter regimes multilaterais que permitam que esses problemas sejam resolvidos”, afirmou. 

A lista de tarefas por fazer não para aí. Para Cerf, é preciso avançar em padrões, especialmente com o potencial da internet das coisas. “Essa vai ser uma grande onda, mas estou um pouco preocupado porque para ser útil vamos precisar de padrões comuns e interface para os usuários. Ninguém quer ter 80 aplicativos no telefone para descobrir qual deles é o usado para acender as luzes da sala. Temos muitos dispositivos capazes de ter internet, mas juntá-los de forma colaborativa é bem mais difícil”. 

Naturalmente, há questões básicas como a própria conectividade a serem superadas. “Precisamos levar a internet para onde ela não está. É importante incentivar o setor privado para que ele possa criar a infraestrutura. E precisamos criar competição entre os provedores para que cada um possa escolher. A internet de alta velocidade móvel tem sido útil no fechamento dessa lacuna, mas não será útil se o conteúdo da internet não for bom. E isso significa ter conteúdo local em língua local é importante para a internet valer a pena para as pessoas”.

 
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar