Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

GOOGLE ANUNCIA PARCERIA PARA ACABAR COM AS SENHAS

05/08/2016

O Google e a Dashlane anunciaram ontem uma parceria para criar um projeto open source para facilitar a vida e melhorar a segurança dos usuários de Android. A ideia do projeto é possibilitar que o sistema operacional realize login automaticamente em aplicativos cujas senhas já estão salvas em um gerenciador de passwords.

A iniciativa recebeu o nome de Open YOLO (com a sigla YOLO significando "You Only Login Once", ou "você só faz login uma vez"). Em parceria, as duas empresas querem criar uma API que permitiria que aplicativos do sistema operacional acessassem senhas gravadas em um gerenciador de senhas para cadastrar automaticamente o usuários em determinados sites e aplicativos.

Para garantir que o recurso funcionaria com diversos dispositivos e aplicativos, as empresas também estão fazendo parcerias com outros gerenciadores de senhas. A própria Dashlane se tornou recentemente o primeiro gerenciador a receber a certificação U2F da FIDO Alliance.

O problema das senhas

De acordo com o Guardian, o Google vê nas senhas um sério inconveniente para a navegação na internet e entre aplicativos. Isso porque um usuário que se preocupe com sua segurança precisará se lembrar de diversas senhas de mais de 14 caracteres para poder acessar todos os sites, serviços e redes sociais que utiliza - tarefa bastante complexa.

Essa não é, aliás, a primeira vez que o Google cria um plano para acabar com as senhas. No começo deste ano, a empresa criou o Projeto Abacus, que coletaria dados de navegação dos usuários para conseguir identificá-los segundo seus hábitos de tráfego na internet. Após a identificação, as senhas não seriam necessárias. A meta do projeto era acabar com as senhas até o final de 2016.

Há também uma série de outras tecnologias que visam substituir as senhas como forma de acesso para sites e serviços na internet. Reconhecimento biométrico é uma delas, mas experiências recentes mostram que ela pode não ser tão segura assim. Neste link, no entanto, é possível ver uma lista de tecnologas que também podem funcionar.
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar