Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

REDE DE 10 GB/S QUE LIGA UNIVERSIDADES NO BRASIL PODE SAIR DO AR POR FALTA DE VERBA

04/08/2016

A RNP (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa) fornece internet de alta velocidade para centenas de instituições de ensino e centros de pesquisa no Brasil. Infelizmente, a rede Ipê corre o risco de parar de funcionar em setembro, devido à falta de verba.

Segundo o Estadão, os ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) não liberaram os R$ 126 milhões previstos para manter a RNP. O valor deveria ter sido pago em maio.

E Nelson Simões, diretor-geral da RNP, diz que essa verba ainda seria insuficiente, porque o custo para manter tudo funcionando é de R$ 250 milhões por ano. A expansão da rede foi paralisada; e agora, ela corre o risco de não mais funcionar.

Simões explica ao Estadão que, caso a verba não seja liberada, a rede vai cortar gradualmente as conexões em centros no interior do país. Segundo a CBN, nesses locais “a internet possui um pagamento individualizado, por causa das instalações feitas sob encomenda”.

bkb_ipe-site-JUN_2015

A RNP interliga 4 milhões de alunos, professores e pesquisadores de 1.200 campi – entre eles os da USP e da Unicamp – e evita que a internet comum seja congestionada pelo alto volume de dados que trafegam entre centros de pesquisa.

Em alguns casos, é preciso atingir velocidades que não são possíveis na internet comercial: por exemplo, o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), em Campinas, tem rede de até 40 Gb/s. A RNP também é usada para aulas por videoconferência em hospitais de ensino.

O MEC e o MCTIC respondem que os repasses devem ser feitos em “data a ser definida brevemente”.
 
 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar