Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

COM VENDAS EM QUEDA, INTEL COMEÇA A SE AFASTAR DO MERCADO DE PCS

03/08/2016

Não é novidade que o mercado de PCs está em queda livre. Números de vendas de computadores em todo o mundo diminuem mais ano após ano, e para uma empresa que fez a maior parte da sua base de negócios em cima de processadores para desktops e laptops, isso não é nada bom.

É por isso que em seu mais recente relatório fiscal, a Intel começou a dar sinais de que pretende se afastar lentamente da indústria de PCs. Para o futuro, a empresa planeja direcionar mais investimentos na produção de chips para data centers e os mais diversos tipos de dispositivos conectados.

No relatório, a Intel diz que quer transformar "uma empresa de computadores em uma que sustenta a nuvem e bilhões de dispositivos computacionais inteligentes e conectados". Em outras palavras, o foco deixa de ser no PC e se expande para encobrir outros aparelhos.

Segundo a empresa, quanto mais o número de produtos ligados à internet cresce, como smartphones, smartwatches e outros, mais poder de processamento será exigido das fabricantes que mantém seus servidores e suas soluções na nuvem. Surge, então, demanda por data centers mais poderosos.

Isso é o que a Intel chama de "círculo virtuoso do crescimento": abastecer o seguimento de data centers, que por sua vez sustenta dispositivos conectados e que exigem melhores processadores, demandando mais competência dos data centers, e assim continuamente.

Isso não significa que a Intel vai parar, da noite para o dia, sua produção de chips para PCs; mas apenas que o foco exclusivo em computadores vai diminuir gradativamente num futuro próximo.
 
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar