Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

POR QUE SEU CELULAR DESLIGA QUANDO AINDA DIZ TER BATERIA SOBRANDO

01/08/2016

bateria vermelha iphone
 
 
 

Ao longo do tempo, alguns smartphones começam a desligar mesmo quando o indicador da bateria mostra que há carga o suficiente. Por que isso acontece? Basicamente, o valor que o celular exibe é apenas uma previsão, e com o passar do tempo, vai ficando mais difícil estimar a autonomia da bateria.

O Wirecutter explica isto com uma ótima analogia, comparando baterias a um barril com líquido cujo interior não pode ser visto – dessa forma, você precisa de uma maneira indireta de descobrir se ele está cheio ou vazio. Se você abrir a torneira na parte inferior e o líquido jorrar com força, o barril está bem cheio; se sair apenas um fio, ele está quase vazio.

A tensão em um sistema elétrico é como a pressão do líquido no barril: ela é mais intensa de acordo com a carga da bateria. Como explica o Wirecutter:

A chave para medir o conteúdo de um barril é saber quanta pressão corresponde a uma certa quantidade de água, de modo que você pode usar uma para prever a outra. Da mesma forma, se a saída de uma bateria de carro lê 13,2 volts quando totalmente carregada, e lê 11,8 volts quando está vazia, você pode usar essa escala (13,2 volts = 100 por cento, 11,8 volts = 0 por cento) para estimar o nível de carga no futuro.

No entanto, há vários fatores que complicam essa estimativa. Um deles é que o consumo de energia vai variar dependendo de como você usa o smartphone. Ou seja, para estimar a carga atual, é preciso saber quanta energia o dispositivo consome a cada momento – o que pode ser impreciso.

Além disso, as baterias também perdem um pouco de carga com o passar do tempo; os modelos de lítio, mais comuns, perdem até 3% ao mês. É como se pequenos buracos se formassem no barril da analogia à medida que ele envelhece, fazendo-o vazar água.

Processos químicos dentro das baterias acabam criando cristais nos eletrodos que servem para recarregá-la. Isso faz com que ela consiga conter menos carga (os 100% variam com o tempo), reduzindo sua autonomia. E as baterias se desgastam caso passem por temperaturas quentes ou frias, perdendo até 20% de seus ciclos de vida (descargas e recargas completas) se funcionarem continuamente a mais de 29°C, por exemplo.

Com tantas variáveis, pode acontecer de o algoritmo do celular – ou tablet, ou laptop – se tornar impreciso ao longo do tempo, e o dispositivo desligar antes de chegar bem perto dos 0%. Por isso, a melhor forma de saber a autonomia hoje é ter em mente como ela esteve ontem – e evitar imprevistos levando com você uma bateria portátil, por exemplo.
 
 
 
Fonte: gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar