Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

VERSÃO NÃO OFICIAL DE POKÉMON GO PODE TER VÍRUS, DIZ EMPRESA DE SEGURANÇA

19/07/2016

Controle a ansiedade para fazer parte do fenômeno Pokémon GO e evite baixar versões não oficiais do game. É o que recomenda a empresa de segurança digital Kaspersky, que alerta para a vulnerabilidade dos smartphones com esses tipos de aplicações.

Como explica a Kaspersky, essas versões não oficiais --geralmente criadas para Android--podem ser facilmente alteradas com uma ferramenta de acesso remoto chamada Droidjackm, que permite que cyber criminosos controlem os aparelhos móveis das vítimas infectadas.

Embora não tenha sido detectado, até o momento, nenhuma versão com essa ferramenta de acessa remoto, a opção já está disponível em repositórios de arquivos maliciosos e podem ser propagadas a qualquer instante.

"O uso de jogos populares como vetores para disseminação de malware é prática comum, e é apenas questão de tempo para que criminosos digitais aproveitem a ´febre´ Pokémon GO para infectar consumidores impacientes e desinformados dos perigos", afirma Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky.

Para evitar que seu dispositivo seja comprometido por este tipo de programa malicioso, a Kaspersky dá algumas dicas:

1) Não tome atalhos, espere que a versão oficial do jogo esteja disponível em seu país. A expansão está acontecendo de forma dinâmica. Apenas neste fim de semana, o jogo foi disponibilizado para mais 25 países e, de acordo com seus desenvolvedores, o objetivo é alcançar mais de 200 muito em breve. O Brasil, claro, está entre os planos da empresa, então aguarde só mais um pouco para se tornar um mestre Pokémon em segurança.

2) Não desative a solução antimalware de seu dispositivo para facilitar a instalação de softwares não oficiais, pois isso não apenas deixará seu smartphone vulnerável, como todas as informações que nele estão armazenadas.

3) Não faça download do aplicativo de uma fonte não verificada. É um risco alto, que não vale a pena correr.
 
 
Fonte: Uol 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar