Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

WARNER ADMITE ESCÂNDALO NA DIVULGAÇÃO DO JOGO MIDDLE EARTH: SHADOW OF MORDOR

12/07/2016

Após uma longa batalha judicial, a Warner admitiu finalmente que cometeu erros na divulgação do jogo Middle Earth: Shadow of Mordor em 2014.

A empresa fechou um acordo com a Federal Trade Commission (FTC), órgão regulador do governo norte-americano, após ter pago YouTubers e influenciadores para divulgarem o jogo sem explicitar o patrocínio.

Na interpretação da FTC, a Warner teria agido de má-fé na época: “consumidores tem o direito de saber se analistas estão oferecendo suas próprias opiniões ou promoções pagas”, afirma Jessica Rich, diretora do Departamento de Defesa do Consumidor da FTC. YouTubers influentes, incluindo o imensamente popular PewDiePie, receberam milhares de dólares da Warner para divulgar o jogo, exaltar suas qualidades e ocultar qualquer bug que porventura encontrassem e essa relação comercial entre as partes foi escondida dos espectadores.

No total, a campanha de divulgação de Middle Earth: Shadow of Mordor atingiu 5.5 milhões de visualizações, de acordo com a FTC, além da obrigatória exposição em mídias sociais exigida pela Warner de seus parceiros. Deste total, PewDiePie teria sido responsável por quase 4 milhões de visualizações, graças a sua imensa base de inscritos no canal. Na maioria dos casos, os YouTubers esconderam ou sequer mencionaram terem sido pagos pela Warner para comentar sobre o jogo.

Um escândalo similar aconteceu no mesmo ano, envolvendo produtoras de jogos e geradores de conteúdo na plataforma de vídeo, provando que a Warner não estava sozinha na prática questionável. Com o acordo fechado com a FTC, a Warner fica proibida de utilizar a estratégia novamente e passam a ser estabelecidas regras específicas para a forma como a produtora e outras empresas devem explicitar o patrocínio de vídeos.

 
 
 
Fonte: Codigo Fonte

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar