Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BAYARD GONTIJO RENUNCIA À PRESIDÊNCIA DA OI

11/06/2016

Acabou o período do comando de Bayard Gontijo à frente da Oi. O executivo apresentou nesta sexta-feira, 10/06, o pedido de renúncia ao cargo ao Conselho de Administração. Gontijo assumiu o comando da Oi em outubro de 2014, com a renúncia de Zeinal Bava, em função dos conflitos com a Portugal Telecom, que culminaram no ´fim´ do casamento entre as operadoras e do sonho de uma operadora brasileira com presença forte fora do Brasil.

Gontijo enfrentou decisões relevantes como a não participação da Oi no leilão 4G - foi a única tele que ficou de fora - conduziu o fim do casamento com a PT e montou a estratégia para reduzir o forte endividamento da tele. Também tentou - mas não conseguiu - conduzir uma fusão com a TIM. "Somos protagonistas no processo de consolidação no mercado de telecom no Brasil, o  banco BTG Pactual está atuando ativamente no papel de comissário mercantil com o objetivo de apresentar alternativas adequadas para viabilizar a consolidação", pontuou no seu discurso de posse em janeiro de 2015.

Como executivo da Oi defendeu a revisão das concessões antes da definição de um Marco Regulatório. Gontijo, em eventos como o Telebrasil e o Futurecom 2015, sustentava: "a concessão é uma relação ´perde-perde’, uma vez que as obrigações existentes estão obsoletas".Com a mudança de governo e o fim do Ministério das Comunicações, as negociações estão ´em suspenso´.

Os números da Oi mostram a delicada situação da tele em 2015:  o endividamento bateu em R$ 54,98 bilhões ao fim de um ano em que as receitas caíram, ainda que pouco (0,5%). O prejuízo, que foi de R$ 4,5 bilhões em 2014, aumentou para R$ 5,3 bilhões.

Mas na teleconferência de resultados, Gontijo destacou que, mesmo diante de um cenário desafiador, a tele obteve R$ 7,2 bilhões de Ebitda de rotina e uma melhora de R$ 1,6 bilhão do fluxo de caixa operacional.

A negociação - enfim obtida do Termo de Ajuste de Conduta com a Anatel - foi o último ato da sua gestão. A agência reguladora aprovou a troca de multas de R$ 3,2 bilhões por investimentos em infraestrutura de rede, mas o acordo ainda vai passar pelo crivo do Tribunal de Contas da União.

Essa é a segunda mudança de rumo significativa nas operadoras brasileiras em 2016. A primeira foi a saída de Rodrigo Abreu do comando da TIM. Agora, Bayard Gontijo também não está mais à frente da Oi. As duas empresas que, em 2015, dominaram os rumores do mercado com uma possível fusão e/ou consolidação. O portal Convergência Digital disponibiliza a íntegra do comunicado da Oi à CVM.

FATO RELEVANTE

Renúncia do Diretor Presidente Oi S.A. (“Oi” ou “Companhia”), em atendimento ao art. 157, §4º da Lei no 6.404/76 e nos termos da Instrução CVM nº 358/02, vem informar aos seus acionistas e ao mercado em geral que o Sr. Bayard De Paoli Gontijo apresentou nesta data sua renúncia ao cargo de Diretor Presidente da Companhia.

O Conselho de Administração expressa o mais profundo agradecimento ao Sr. Bayard De Paoli Gontijo pela sua integral dedicação à Oi durante todos os 14 anos em que participou do seu quadro de colaboradores e especialmente durante seu mandato como Diretor Presidente, reconhecendo as contribuições e resultados significativos atingidos pela Oi em seu processo de transformação operacional. O Conselho deseja ao Sr. Bayard De Paoli Gontijo todo o sucesso em seus futuros desafios profissionais.

O Conselho de Administração, nesta data, elegeu, em substituição ao Sr. Bayard De Paoli Gontijo, o Sr. Marco Norci Schroeder como Diretor Presidente da Oi, que também acumulará as funções de Diretor Administrativo Financeiro, que atualmente exerce. O Sr. Marco Norci Schroeder iniciou sua carreira na Oi como Diretor de Controladoria no período de 2002 até 2011.

Em 2014, retornou para a empresa como Diretor Financeiro Internacional, tendo atuado desde então como CFO da PT Portugal. Consolidou sua carreira no mercado de Telecomunicações e atuou na Contax Participações, NET Serviços de Comunicações e RBS. Cursou Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e tem especialização pela Harvard Business School e na Wharton School da Universidade Pensilvânia.

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2016.
Oi S.A.
Flavio Nicolay Guimarães

Diretor de Finanças e de Relações com Investidores
 
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar