Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

VEJA DICAS PARA NÃO CAIR NO GOLPE DO FALSO MOTORISTA DE UBER

31/05/2016

Os serviços da Uber estão liberados em São Paulo desde o início de maio, graças a um decreto assinado pelo prefeito Fernando Haddad (PT). A legitimidade do serviço deve ajudar a popularizar a plataforma na cidade, mas também já está dando origem a uma nova gama de golpes extremamente perigosos.

Os relatos do “golpe do motorista de Uber” estão rapidamente se multiplicando. A história é sempre a mesma: a vítima está na rua esperando pelo seu motorista, olhando para o celular e para a rua à espera de um carro, e acaba sendo induzida a entrar no veículo errado, o que é um perigo por inúmeros motivos.  

Assim, é importante difundir as boas práticas de uso do aplicativo para não ser vítima de um golpe tão perigoso:

- Evite esperar o carro na rua

A não ser que seja estritamente necessário, fique dentro de onde você está e só saia quando o veículo chegar. Para o golpe ter sucesso, a vítima precisa estar distraída esperando pelo carro na rua e olhando para o celular e para a rua, que são os sinais reconhecidos pelo criminoso.

A Uber orienta seus motoristas a esperarem por dois minutos pelos passageiros antes de seguir adiante para cancelar a corrida e pegar outro passageiro. Pode não parecer muito tempo, mas se você estiver preparado para sair, é o suficiente.

- Olhe a identificação do carro

Sempre que você pede um carro pelo aplicativo, o serviço mostra a placa e o modelo do veículo, uma foto do motorista e sua avaliação pelos usuários. Prestar atenção nestas informações e conferi-las quando o seu motorista chegar é a melhor forma de ficar seguro.

Os termos da Uber proíbem que um motorista cadastrado use um carro diferente para prestar o serviço. Então, mesmo que a pessoa seja registrada e sua foto esteja no serviço, se as informações do veículo não conferirem com o que você vê no aplicativo, não entre no carro.

- Pergunte o nome do motorista (e não dê o seu)

Uma prática comum e bastante perigosa é, assim que o carro chegar, perguntar “é Uber para o fulano?”, e dar seu nome logo de cara. Se for alguém com más intenções, basta responder “sim” para convencer a vítima a entrar no seu carro.

O jeito mais seguro de realizar esta abordagem é perguntar o nome do motorista. Se ele der uma resposta condizente com o que o aplicativo mostra, ele deve ser quem diz ser e a corrida deve ser segura.

- Confirme se o motorista está usando o aplicativo

Os motoristas de Uber em geral têm o celular bem à mostra no carro, mostrando informações da corrida e as orientações de trânsito para chegar ao seu destino. Se o motorista não estiver com o aplicativo operando dentro do veículo, vale a pena ficar desconfiado.

- Compartilhe o trajeto com amigos ou parentes

Se o carro que você entrou é realmente de um motorista cadastrado na Uber, mas mesmo assim você não está totalmente seguro, o app permite que você envie para pessoas de sua confiança o trajeto que o carro está fazendo. Isso serve para as pessoas saberem onde você está e facilita uma possível ação policial em caso de necessidade. Para isso, basta entrar no menu de viagem, selecionar a opção Compartilhar Viagem e enviar a mensagem para as pessoas selecionadas. Elas receberão um link que mostra o trajeto do carro em tempo real.

 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar