Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

VEJA AS RESPOSTAS DO TESTE PARA SABER SE VOCÊ TEM A MENTE DE UM HACKER

27/04/2016

Na segunda-feira, a BBC publicou uma reportagem com desafios de criptografia para os leitores tentarem decifrá-los - e mostrar se têm habilidades semelhantes às de um hacker.

Algumas dos problemas eram simples, mas outros eram mais complexos de resolver.

Abaixo estão as soluções para os desafios, que mostram como seus códigos podem ser quebrados.

Desafio 1

Solucionar a primeira questão dependia simplesmente de combinar símbolos, substituindo letras por suas correspondências indicadas em uma tabela e, assim, descobrir as palavras ocultas. Depois, bastava escolher uma das opções como a resposta correta.

1. Where was the centre of CODEBREAKING in WW2? (Em português: Onde ficava o centro de quebras de códigos na Segunda Guerra Mundial?)

Resposta: Bletchley.

2. The man who designed the machine that CRACKED the ENIGMA CODE was...? (Em português: O homem que criou a máquina que desvendou o código enigma foi...?)

Resposta: Turing.

3. The fundamental BUILDING block of ELECTRONIC devices is the...? (Em português: A peça fundamental para fazer aparelhos eletrônicos é o...?)

Resposta: Transistor.

Desafio 2

Essa questão exige saber algo conhecido como criptografia por substituição.

A cada letra foi dado um número correspondente, começando por A=0, B=1, C=2 etc.

Aplicar isso à curta sequência de números revela a resposta: Fibonacci Sequence (sequência Fibonacci, em inglês).

Desafio 3

A pista para acertar essa estava na fotografia.

Ela mostrava Júlio César. Acredita-se que o general usava códigos que trocavam a posição de letras do alfabeto, as deslocando um pouco para a direita ou para a esquerda.

Neste desafio, as letras foram movidas três posições para a direita. Assim, A=X, B=Y, C=Z e assim por diante.

Isso leva à resposta: Up his sleevies (na suas mangas, em inglês).

Desafio 4

BBC
Alguns códigos, como este, lançam mão de números e letras e usam símbolos em seu lugar.
 
 

Esse tipo de criptografia é conhecido com "pig-pen cipher", por isso a dica remetia à palavra pig-pen (chiqueiro, em inglês). Cada símbolo está relacionado a uma posição em uma grade previamente estabelecida. As letras do alfabeto são distribuídas por esta grade.

Abaixo, está a forma que escolhemos para organizar as letras do alfabeto.

Aplicando esse arranjo, o texto se revela: In the 18th century Freemasons used pig pen ciphers to keep their private records. (Em português: No século 18, Freemasons usava criptografias pig pen para guardar seus registros privados).

Desafio 5

Esse código era de fato mais complexo, apesar de haver uma pista na imagem que o acompanha.

Cada número corresponde ao número atômico de um elemento químico.

Ao substituir os números pela letra inicial do elemento, descobre-se o seguinte texto: The periodic table is a tabular arrangement of the chemical elements, organised on the basis of their atomic numbers, electron configurations, and recurring chemical properties. We´ve used it to create a cipher by using the initial letters of the elements, but two letters can´t be used. What are they?

Em português: A tabela periódica é um arranjo em tabela dos elementos químicos, organizados com base em seus números atômicos, configurações de elétrons e propriedades químicas recorrentes. Usamos isso para criar uma criptografia que utiliza as letras iniciais dos elementos, mas duas letras não podem ser usadas. Quais são elas?

A resposta: J e Q.

Desafio 6

Os últimos três desafios eram realmente difíceis, e resolvê-los exigia fazer associações indiretas para entender antes de mais nada com o texto havia sido criptografado.

Os números no primeiro quebra-cabeça eram caracteres Ascii hexadecimais codificados. No entanto, apenas convertê-los de volta para letras e símbolos de pontuação mais familiares não levaria à resposta, mas a uma sequência também codificada.

Ela usava uma criptografia César que fazia as letras do alfabeto avançarem 13 posições. Ao reverter-se esta alteração, revela-se o seguinte texto:

"We´re all mad here. I´m mad. You´re mad." (Em português: "Somos todos loucos aqui. Eu sou louco. Você é louca".)

"How do you know I´m mad?" said Alice. (Em português: "Como você sabe que eu sou louca?", disse Alice.)

"You must be," said the Cat, "or you wouldn´t have come here." (Em português: "Você deve ser", disse o Gato, "ou nunca teria vindo aqui".)

O desafio dois era bem complicado. A chave era literalmente usar os cinco números organizados ao redor do pentágono na imagem.

Começando pelo 3 e indo no sentido horário revela a sequência 38108. Repetindo isso 29 vezes gera uma sequência de 145 caracteres, o mesmo tamanho da que está abaixo do pentágono.

Para conseguir obter um texto compreensível a partir disso requer usar as duas sequências e depois usar nelas a operação XOR (sigla para seu nome em inglês, "exclusive or")

Realizar essa operação produz uma outra sequência de 145 caracteres que pode ser convertida para o inglês usando a tabela de caracteres Ascii. Use a coluna decimal.

A pegadinha é perceber que, em alguns casos, dois números representavam um caractere e, em outros, três números cumpriam essa função. Nada fácil.

Quem passou por estas três etapas pôde ler: "It´s a poor sort of memory that only works backwards" (Em português: É um tipo de memória fraca que só funciona de trás para frente).

Em contraste com este, o terceiro problema era bem simples se você conseguisse descobrir quais dos diferentes tipos de peões no tabuleiro representavam os pontos e traços do código Morse.

Isso revela a mensagem: Off with their heads (Em português: Cortem-lhes as cabeças).

 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar