Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

LG G5 SE É OFICIAL E PODE SER ÚNICA VARIANTE HIGH-END DO SMARTPHONE NO BRASIL

22/04/2016

lg g5 se (2)
 

O LG G5 é um smartphone de metal com bateria removível e suporte a módulos que expandem sua funcionalidade. Ele ganhou uma versão inferior com processador mais lento e menos RAM. Rumores dizem que esta será a única variante disponível no Brasil. Será mesmo?

O site russo da LG mostrou por um breve momento o smartphone conhecido como LG G5 SE. Ele tem processador Snapdragon 652 e 3 GB de RAM, contra o Snapdragon 820 e 4 GB de RAM em seu irmão mais potente. Bizarramente, o site não mencionava suporte a 4G – duvido que ele venha sem isso ao Brasil, no entanto.

No restante das configurações, ele é igual ao LG G5: tela IPS de 5,3 polegadas com resolução 2560×1440, 32 GB de armazenamento expansível por microSD, duas câmeras traseiras (de 16 MP e 8 MP) e câmera frontal de 8 MP.

A bateria removível mantém seus 2.800 mAh e permite encaixar módulos para controlar a câmera e para inserir um DAC (conversor digital-analógico) no smartphone. A porta USB Type-C e o leitor de digitais na traseira também estão lá.

lg g5 se (1)

Sem G5 no Brasil?

Este normalmente não seria um lançamento tão importante se não fossem por rumores de que a América Latina só vai receber o LG G5 SE, não o G5, para a coreana alcançar patamares menores de preço.

Tudo começou no site chileno Pisapapeles, que conversou com o gerente de vendas Cristián Correa. Ele teria dito durante a feira MWC, em fevereiro:

A versão latino-americana será com Snapdragon 652, com base no feedback que tivemos de várias operadoras na região ao sondar alternativas de acessórios, onde a realidade virtual não atraiu muito interesse. É por isso, além da valorização da moeda em nossos países, que se buscou uma economia de forma que o produto não ficasse tão caro…

Tentamos verificar esta informação com a assessoria da LG no Brasil, mas ainda não obtivemos resposta. Caso isso se confirme, um dos principais motivos para a LG lançar um smartphone inferior seria o preço. O G5 SE poderia custar bem menos que o Galaxy S7, por exemplo, sem perder tanto no desempenho.

Benchmarks mostram que o Snapdragon 652 é ligeiramente mais lento que o Snapdragon 810, presente na maioria dos flagships do ano passado, porém é mais rápido que o 808 presente no LG G4. Cesar Cardoso, que comanda o blog Pinguins Móveis, diz o seguinte:

Chegamos a um ponto do desenvolvimento dos SoCs em que a experiência de usuário não muda muito entre um telefone com um 65x, ou mesmo chips mais antigos como os 80x, e um com 820 – a não ser, tal como nos PCs, que você seja um gamer voraz de jogos pesados. Ou seja, um SoC supermédio não é o ideal, mas é “bom o suficiente” pros usos que as pessoas fazem dos celulares.

lg g5 se (3)

Sony e HTC seguem estratégia semelhante

E a LG não seria a única a seguir esta estratégia. A Sony anunciou este ano o Xperia X Performance com processador Snapdragon 820, mas diz que vai concentrá-lo em mercados asiáticos. Para outros países, ela aposta no Xperia X com Snapdragon 650.

Talvez a HTC esteja fazendo algo semelhante. Em países como Índia, Indonésia e China, o site oficial do HTC 10 exibia apenas um modelo “Lifestyle” com processador Snapdragon 652 e 3 GB de RAM. (O HTC 10 tem Snapdragon 820 e 4 GB de RAM.) No entanto, o site foi atualizado e menções ao HTC 10 Lifestyle foram removidas.

Sony e HTC não são exatamente exemplos do que fazer no mercado de smartphones – ambas estão em apuros há algum tempo – mas talvez a LG esteja seguindo o caminho delas. Você se importaria de comprar um LG G5 “capado” se ele fosse mais barato que a concorrência no high-end?

 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar