Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

UMA LOJA NA SUÉCIA NÃO TEM CAIXAS HUMANOS, E TUDO É FEITO PELO SMARTPHONE

07/03/2016

loja-suecia

Muitos dizem que os robôs estão vindo para roubar nossos empregos, mas talvez os smartphones que estão no nosso bolso já sirvam para isso. Uma pequena loja de conveniência na Suécia tem apenas um empregado – o seu smartphone – e sempre funciona, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

De acordo com a Associated Press, uma pequena loja em Viken, na Suécia, usa smartphones para tudo, desde destrancar as portas a comprar os itens individualmente ao escanear o código de barras com a câmera. O dono da loja e especialista em TI Robert Ilijason criou um app para smartphones que faz tudo. Depois de um mês frequentando a loja escaneie-você-mesmo, a conta chega na sua casa.

A existência da loja só é possível pela Suécia ser um país que vem abraçando rapidamente os pagamentos móveis. Um dos principais serviços do país, o WyWallet, tinha 1,2 milhão de usuários em 2014, cerca de 20% da população com smartphones, de acordo com o The New York Times.

Ilijason diz que a sua loja de conveniência é uma forma de fazer com que pequenos estabelecimentos voltem a muitas comunidades na Suécia que foram dominadas por grandes redes de supermercados. Ele espera que essa loja piloto se espalhe pelo país.

Claro, cuidar de uma loja sempre vai exigir um pouco de envolvimento humano. Ilijason faz o trabalho inicial de organizar o estoque da loja, mas depois disso o smartphone cuida do resto. E, obviamente, uma loja sem humanos tem seus desafios próprios, como a proteção contra roubo, mas como diz a AP, ele tem isso sob controle.

Ele instalou seis câmeras de vigilância para desencorajar roubos na loja de 45 metros quadrados. Além disso, ele é alertado via mensagem de texto caso a porta fique aberta por mais de oito segundos, ou se alguém tentar quebrá-la.

O sueco disse à AP também que vive próximo da loja, e sempre pode ir até ela quando algo sair do controle.

Um grande desafio a ser encarado é a divisão técnica, já que muitos possíveis clientes idosos não sabem como usar o app. Ilijason está considerando algumas diferentes possibilidades para lidar com isso, mas, no momento, ele diz que seus consumidores estão amando a ideia.

E sabe qual é a melhor parte de tudo? Não tem filas.
 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar