Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

SAIBA COMO SENTIMENTOS PODEM FAZER SEU POST ´BOMBAR´ NO FACEBOOK

04/03/2016

 
 
Você costuma incluir informação sobre "como está se sentindo" em seus posts do Facebook? Essa informação pode mudar radicalmente a forma como as pessoas reagem à sua atualização de status. É o que revelou uma pesquisa feita pelo Facebook sobre as postagens realizadas em sua plataforma.

De maneira resumida, os autores concluíram que posts com sentimentos recebem muito mais resposta do que os outros. Emoções positivas recebem mais curtidas que posts normais, enquanto posts com sentimentos negativos recebem menos curtidas que posts sem sentimentos, mas mais comentários. Vale notar que o estudo coletou seus dados antes das novas reações do Facebook serem lançadas.

Pesquisa

O levantamento analisou um total de 32 milhões de posts publicados na rede social, sem identificação. Desses, 18 milhões não tinham informação de sentimento (para servir de parâmetro de comparação), e 14 milhões continham dados desse tipo (como "sentindo-se satisfeito" ou "sentindo-se triste").

Os autores do estudo, Moira Burke e Mike develin, dividiram os sentimentos em positivos ou negativos, e avaliavam se cada um se referia à auto-estima do autor. Por exemplo: "sentindo-se orgulhoso" é um sentimento positivo, que se refere à auto-estima do autor; "sentindo-se cansado", por outro lado, é um sentimento negativo, mas que não se refere a auto-estima.

Cerca de 11% dos sentimetos foram considerados neutros (tais como "sentindo-se com fome" ou "sentindo-se estranho"). Cerca de 33%, por sua vez, eram emoções negativas, com o restante compondo emoções positivas.

Sentimentos fazem a diferença

Os autores descobriram que posts com sentimentos positivos recebiam 58% mais curtidas que posts "comuns"; quando esses sentimentos positivos eram relacionados à auto-estima do autor, essa diferença subia para 71%. Posts com emoções negativas, sejam elas relacionadas ou não à auto-estima do autor, recebem cerca de 35% menos curtidas que os posts comuns.

Por outro lado, esses posts negativos também recebem muito mais comentários que os demais. Com relação a postagens sem marcações de sentimento, eles recebem 36% mais comentários, e quando as emoções negativas são ligadas a auto-estima, eles recebem 72% mais comentários.

Os comentários em tais posts também são cerca de 20% mais longos nos posts não-relacionados a auto-estima, e cerca de 50% mais longos quando as emoções negativas estão relacionadas a auto-estima. Postagens com emoções positivas também recebem um número um pouco maior de comentários que postagens sem marcação de sentimento (cerca de 10%).

Diferenças

Naturalmente, algumas emoções específicas revelaram respostas diferentes dos usuários. Posts com a marcação "sentindo-se nervoso", por exemplo, tiveram um número de curtidas maior que o normal. A hipótese dos autores do estudo é que os usuários expressam nervosismo antes de eventos positivos também como casamentos ou o nascimento de filhos.

Como os dados foram coletados em um momento no qual o Facebook ainda não tinha reações, é possível que alguns desses comportamentos mudem. Um dos principais motivos para a inclusão das novas carinhas na rede social era permitir que usuários reagissem também, de maneira rápida, a emoções negativas compartilhadas por seus amigos. 
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar