Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

LENOVO VIBE A7010 OU ZENFONE 2? COMPARAMOS OS DOIS INTERMEDIÁRIOS

01/03/2016

 

Estamos em uma nova era da indústria de smartphones no Brasil. Novos nomes estão surgindo. Há três anos, quem era a Asus no mercado de celulares? Quem era Lenovo? Hoje as duas marcas estão cravando seus nomes na cabeça do brasileiro que procura um smartphone com um custo-benefício mais aceitável, em um momento em que a economia não favorece grandes investimentos em um aparelho mais caro.

E é aí que entram o Zenfone 2, um sucesso de 2015, reconhecido por ter desempenho comparável a tops de linha muito mais caros, e o Lenovo Vibe A7010, que, apesar do nome pouco amigável, também chegou com força ao país recentemente. Internacionalmente, ele é conhecido com Vibe X3, que é uma marca muito mais simpática.

Mas qual deles é o melhor? É o que vamos descobrir.

Desempenho

O Zenfone 2 é conhecido por ter um dos poucos smartphones no mercado com processador Intel Atom quad-core, usando uma arquitetura diferente de praticamente todos os outros smartphones. Ele também é um dos poucos na faixa intermediária de preço capaz de fazer frente a aparelhos que foram lançados com um preço muito maior, como é o caso do Galaxy S5, embora ele não chegue a realmente fazer frente ao S6, por exemplo. Ele também tem 4 GB de RAM, o que é uma exceção completa nesta faixa de preço.

Já o Vibe A7010 é mais modesto em suas especificações técnicas, embora também traga um bom desempenho em comparação com o restante de sua faixa de preço. Para isso, ele usa um processador MediaTek MT6753T de oito núcleos e 2 GB de memória RAM.

O Zenfone vence este quesito com razoável tranquilidade. A vitória fica clara em benchmarks como o AnTuTu, no qual o aparelho da Asus conquista pontuações acima dos 45 mil, enquanto o Vibe fica perto dos 35 mil. Não é um resultado ruim para o Vibe, mas em poder bruto de processamento, o Zenfone 2 fica acima de qualquer outro concorrente na faixa de preço.

Câmera

Os dois aparelhos são bastante parecidos em relação a câmeras. Ambos contam com uma câmera traseira de 13 megapixels, embora o Zenfone leve uma vantagem por ter uma abertura focal maior de f/2.0 contra f/2.2 do Vibe. A abertura normalmente se traduz em mais captação de luz, o que melhora fotos em ambientes escuros, e permite um clique mais rápido, o que faz a diferença em fotos com objetos em movimento. No entanto, nos nossos testes o foco do Vibe se mostrou mais rápido e preciso.

Em relação à câmera frontal, mais similaridades. Em ambos os casos, os sensores apresentam 5 megapixels, fazendo fotos com poucos detalhes e “lavando a cara” de seus usuários com pobreza de detalhes.

Assim, nenhum dos dois realmente impressiona. No entanto, a câmera do Vibe pareceu um pouco mais rápida na hora de fechar o foco em um objeto, o que faz com que o aparelho da Lenovo se saia vencedor.

Software

Apesar de a Lenovo ser dona da Motorola, uma coisa ainda é diferente da outra. Isso se percebe ao comparar o Vibe com outros aparelhos Moto. Apesar de o Vibe ter várias características que o aproximam do Android puro, ele é modificado, vem com apps pré-instalados. Resumindo: em pouco ele lembra os Moto X.

No entanto, se formos comparar com o Zenfone 2 e a sua ZenUI, o Vibe é praticamente um Nexus em “pureza de Android”. Isso porque a interface customizada da Asus é profundamente diferente do Android convencional, apesar de também ser amplamente modificável e adaptável, o que é um bônus para quem realmente gosta de mexer no visual do sistema.

Ambos estão atualmente no Android Lollipop, mas o Zenfone 2 já tem a atualização para o Marshmallow confirmado. A Lenovo ainda não confirmou o update para o Vibe.

Na situação atual, portanto, o Vibe vence por ter uma interface mais elegante, mais próxima do Android puro. Isso vai mudar se o aparelho não for atualizado para o Android 6.0, no entanto.

Tela

Outro quesito em que os dois são muito parecidos, com uma tela de 5,5 polegadas com resolução 1920x1080 (Full HD) e painel LCD. Não tem muito o que comparar. Nos nossos testes, a tela da Asus se mostrou um pouco mais fiel na reprodução de cores, mas a diferença é pouca e basicamente imperceptível se você não colocar o mesmo vídeo rodando nos dois aparelhos ao mesmo tempo.

De qualquer forma, uma diferença é uma diferença. Vitória do Zenfone, mesmo que a margem seja minúscula.

Preço

Aqui a vantagem vai para o Lenovo Vibe, que pode ser encontrado nas lojas por preços próximos a R$ 1,1 mil. O Zenfone 2 apareceu com um preço muito amigável de R$ 1,3 mil, mas o momento brasileiro elevou esse valor para cima. Hoje, a média do aparelho da Asus é R$ 1,5 mil, o que já não é tão convidativo assim.

Conclusão

Os dois aparelhos são bem parecidos em quase todos os quesitos, exceto em desempenho, onde o Zenfone 2 ganha com alguma folga. O Vibe se sai ligeiramente melhor em câmera e software, enquanto o Zenfone tem uma tela um pouquinho melhor.

Dito isso, o preço do Vibe está bem mais favorável do que o do Zenfone 2, e o aparelho tem algumas características especiais que não entram nos nossos critérios convencionais de comparação, que é o leitor de impressões digitais e os dois alto-falantes frontais que fazem uma baita diferença na execução de áudio. São recursos que o Zenfone não têm.

Assim, o Vibe é uma opção mais balanceada, que é o que mais buscamos nestes comparativos e por isso é o vencedor. No entanto, o Zenfone 2 ainda é uma boa opção para quem busca desempenho bruto sem pagar muito.

 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar