Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

5 MOTIVOS POR QUE A LG ACERTOU A MÃO NO G5

23/02/2016


O Mobile World Congress, que stá acontecendo em Barcelona, já mostrou ao mundo dois dispositivos extremamente potentes: o LG G5 e o Samsung Galaxy S7 (junto com o S7 Edge). Os dois tops de linha são bastante compráveis em termos de performance, e representam o melhor que o mercado Android tem a oferecer no momento

No entanto, por mais que a linha Galaxy seja uma das mais tradicionais do ramo, a verdadeira surpresa da mostra foi o G5. Enquanto os dispositivos da Samsung são apenas versões melhoradas e mais polidas dos Galaxys S6, os novos smartphones da LG marcam uma mudança muito mais drástica com relação ao G4, e colocam a empresa como uma das mais inovadoras do mercado.

Essa postura, por si só, já seria suficiente para que a LG se saísse melhor no evento. No entanto, ela resultou também em um aparelho muito atraente e promissor, que não apenas se encaixa no que se espera de um top de linha, mas cria um novo patamar dentro dessa categoria. Veja a seguir cinco motivos pelos quais achamos que a LG acertou a mão no G5:



3 câmeras

Entre tantos dispositivo com desempenho tão rápido, os fabricantes de smartphones estão cada vez mais confiando nas câmeras para diferenciar seus aparelhos. A LG sabia disso quando lançou o G4, que teve uma das melhores câmeras de sua geração. E a LG sabia também que anunciaria seu novo dispositivo junto com os novos Galaxys S7, que tiveram talvez as melhores câmeras da última geração, e que precisaria tirar alguma carta da manga para se sobressair.

A carta que ela tirou foi lançar um dispositivo não apenas com duas câmeras, como é de costume, mas com três lentes diferentes. O G5 tem uma câmera frontal de respeitáveis 8MP, além de uma câmera traseira de igualmente respeitáveis 16MP. No entanto, ele também tem, em sua traseira, um segundo sensor de 8MP com uma lente grande-angular, que lhe permite tirar fotos mais abertas, ideais para festas ou ambientes fechados cheios de detalhes.

Trata-se de uma tentativa interessante de dar aos seus clientes mais opções na hora de tirar fotos. A diferenciação entre os dois sensores na parte traseira permite que cada uma das lentes seja feita sob medida para determinadas situações, e prometem transformar o G5 em uma câmera capaz de encarar com competência uma série de situações diferentes.

Bateria removível

Lembra da época em que era possível abrir a parte traseira do seu smartphone e tirar a bateria com as mãos? A LG lembra, e lembra tão bem que fez o G5 com bateria removível. E, com isso, criou o único dispositivo dentre os tops de linha a ter essa capacidade.

Poder tirar a bateria do aparelho com a mão, no entanto, é uma funcionalidade que vai muito além do simples valor nostálgico. A duração da bateria é um dos principais problemas de todos os smatphones do mercado atualmente. Mesmo entre os aparelhos mais capazes, é raro que eles consigam ficar mais que um dia de uso sem precisar voltar à tomada.

O G5 já possui uma bateria bastante decente de 2800 mAh. Mas a “solução” que a LG propõe com essa escolha de design é permitir que o usuário compre outra bateria, deixe-a carregada e leve-a consigo. Assim, se a bateria do aparelho estiver acabando, é só substituir por outra. Essa solução também atua conjuntamente com outras soluções que o mercado já criou para o problema, como carregadores portáteis: se você já tiver um, não tem problema, pode continuar usando-o

Acessórios

O LG G5 não chegou sozinho: ele trouxe amigos, ou melhor, “Friends”. Junto com ele, serão lançados uma série de acessórios que podem ser encaixados na parte inferior do aparelho (substituindo a tampa do aparelho) e que expandem as possibilidades de uso deles. O LG Cam Plus, por exemplo, acrescenta ao aparelho um botão para tirar fotos, um para gravar vídeo e outro para dar zoom, transformando-o numa câmera ainda mais potente. O LG Hi-Fi Plus, por sua vez, traz um conversor de audio digital-analógico que transforma o aparelho num equipamento de som de alta fidelidade.

Mesmo que o usuário do G5 não tenha interesse nesses acessórios, ele ainda se beneficiará deles. Isso porque a criação deles, permitiu que a LG focasse no essencial na hora de criar o G5. Ela não precisou fazer um smartphone que fosse uma câmera excelente ou um equipamento de som excelente: essas funcionalidades poderiam ser acrescentadas por meio de acessórios. Com isso, ela pode se focar apenas em fazer um smartphone excelente.

Também é interessante pensar que novos Friends ainda podem ser lançados, expandindo ainda mais as capacidades do G5. E não se trata, aqui, apenas do G5. Ter nos bolsos um computador extremamente potente que pode se acoplar ou ser acoplado a outros dispositivos permite pensar em uma verdadeira revolução no mundo dos aparelhos eletrônicos, e aumenta a nossa ideia do que um smartphone deve ser capaz de fazer.

Reprodução

Hardware de ponta

A LG não economizou na hora de escolher os componentes que dariam vida ao G5, e o hardware dele permite que ele seja chamado de “top de linha” sem medo nenhum de erro. O processador Snapdragon 820 é o último da já tradicional linha de chips para dispositivos móveis da Qualcomm, e promete oferecer um desempenho excelente. O fato de que a Samsung optou por lançar o S7 em algumas regiões com o Snapdragon 820 no lugar do Exynos 8890 - que deve ser novamente o processador mais rápido do mercado Android - indica que há bons motivos para se esperar uma performance invejável desse chip.

No quesito RAM, o dispositivo também manda muito bem: 4GB é o mesmo espaço que alguns notebooks de entrada possuem, e devem ser suficiente para deixar metade da sua gaveta de aplicativos aberta ao mesmo tempo. E como o processador deve ser bem rápido também, a troca entre apps deve ser ágil mesmo que a RAM se esgote.

Outro ponto positivo a favor do aparelho no quesito hardware é a presença de slot para cartão microSD. Smartphones são usados para cada vez mais coisas: assistir séries, ouvir música, tirar fotos; e com o aumento de qualidade dos vídeos e câmeras, cada vez mais espaço de armazenamento é necessário. É ótimo que a empresa dê a seus lientes a oportunidade de expandir a memória do aparelho dessa maneira.

Realidade virtual

Com grandes empresas como Facebook e samsung investindo pesadamente na tecnologia, a Realidade Virtual é uma tendência promissora no mundo dos eletrônicos. E a LG, que até então não tinha feito nenhuma jogada nesse campo, revelou um óculos de realidade virtual conectado ao G5 que é bastante diferente dos outros do mercado.

Isso porque os outros aparelhos de RV conectados a smartphones exigem que o celular seja acoplado aos óculos, para que sua tela sirva como visor dele. O LG 360 VR, no entanto, se conecta ao G5 por meio do cabo USB-C, o que faz com que os óculos sejam muito mais leves, confortáveis e portáteis do que os dos concorrentes.

Como o dispositivo ainda não foi lançado, o desempenho de seu equipamento de realidade virtual ainda precisará ser testado. Equipamentos desse tipo tendem a consumir muita bateria, e resta ver se os 2800 mAh da bateria do G5 serão páreo para a tarefa. De qualquer maneira, o LG VR 360 talvez seja a maior evidência de que é possível um futuro no qual a realidade virtual é tão presente quanto os smartphones são hoje em dia.
 
 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar