Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MARK ZUCKERBERG RESPONDE À SUSPENSÃO DO SERVIÇO DE INTERNET GRATUITA NA ÍNDIA

10/02/2016

Após o órgão regulador de telecomunicações da Índia suspender o ‘Free Basics’, serviço de internet gratuita do Facebook, e parte do Internet.org, Mark Zuckerberg se posicionou na rede social.

 

O ‘Free Basics’ permite acesso gratuito a vários serviços da internet, porem foi alvo de críticas por grupos que defendem a neutralidade da rede, sendo encarado até como uma ameaça à liberdade do usuário.


Leia abaixo a publicação de Mark Zuckerberg:

"Todas as pessoas no mundo deviam ter acesso à internet.

Foi por isso que lançamos o Internet.org com iniciativas tão diferentes - incluindo estender a rede através de aviões a energia solar, satélites e lasers, fornecendo acesso a dados gratuitos através do Free Basics, reduzindo o uso de dados através de aplicações e dando poder a empreendedores locais através do Wi-Fi Express.

Hoje, os reguladores de telecomunicações da Índia decidiram restringir os programas que forneceriam acesso gratuito a dados. A medida restringe uma das iniciativas do Internet.org, o Free Basics, assim como programas de outras organizações para dar acesso gratuito à internet.

Enquanto estamos desapontados com a decisão de hoje, quero comunicar pessoalmente que estamos comprometidos em manter o trabalho e derrubar barreitas para a conectividade na Índia e em todo o mundo. O Internet.org tem várias iniciativas, e vamos continuar trabalhando até que todos tenham acesso.

O nosso trabalho com o Internet.org em todo o mundo já melhorou a vida de muitas pessoas. Mais de 19 milhões de pessoas em 38 países já estiveram conectados através dos nossos diferentes programas.
Conectar a Índia é um importante objetivo que não vamos desistir, porque milhões de pessoas no país não têm acesso à internet. Sabemos que conectá-las pode ajudar a tirá-las da pobreza, criar oportunidades de trabalho e aumentar as oportunidades de educação. Estamos preocupados com essas pessoas, e é por isso que estamos tão comprometidos em conectá-las.

A nossa missão é tornar o mundo mais aberto e conectado. Essa missão continua, e como tal, continua também o nosso compromisso com a Índia".
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar