Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MESMO IMPACTADO PELA CRISE, SETOR DE TIC BRASILEIRO VAI CRESCER 2,6% EM 2016

29/01/2016

Será um ano de muito trabalho, mas o setor de TIC nacional vai superar o momento econômico e registrar um crescimento de 2,6% em 2016, percentual menor do que o contabilizado em 2015 -5%, mas que mantém um otimismo com relação à capacidade de TI e Telecom enfrentarem esse momento de retração, sustenta estudo da IDC.

Para Denis Arcieri, country manager da IDC Brasil, o índice de crescimento previsto para 2016 é baixo, mas não é surpresa, visto que o difícil cenário da economia brasileira condiciona os investimentos e desafia as empresas melhorarem sua eficiência e desenvolverem diferenciais competitivos, abrindo oportunidades para soluções tecnológicas escaláveis e flexíveis, baseadas na terceira plataforma, que são uma tendência importante para o ano.

“Novos modelos de negócios continuarão a ganhar espaço em 2016, suportados pelos pilares da 3ª Plataforma - cloud, mobilidade, mídias sociais e big data. Mais da metade das empresas no Brasil vai embarcar em DX – Digital Transformation neste ano, estreitando a relação entre TI e linhas de negócios”, diz Pietro Delai, gerente de Consultoria e Pesquisa Enterprise da IDC Brasil.

Segundo ele, soluções baseadas em modelos colaborativos ou de compartilhamento, e novas aplicações desenhadas para rodar em cloud e oferecer uma experiência consistente ao usuário final, em qualquer lugar e em qualquer dispositivo, estarão em foco.

Já as vendas de dispositivos, de acordo com Reinaldo Sakis, gerente de Consultoria e Pesquisa Consumer da IDC Brasil, vão manter a trajetória de queda em 2016 - tendência já revelada em 2015, mas aida assim, devem ficar em que em torno de 40 milhões de celulares, 6 milhões de PCs e 5 milhões de tablets comercializados em 2016. A consultoria estima que o fim dos incentivos da Lei do Bem para fabricação de smartphones vai impactar as vendas negativamente em 15%.

A consultoria apontou ainda que, depois de um 2015 economicamente difícil, é esperada uma ligeira recuperação na maioria dos países da América Latina em 2016. Serão investidos US$ 130 bilhões em TI e US$ 213 bilhões em serviços de Telecomunicações, um crescimento de 3,3%, em dólares, frente a 2015.

Os investimentos nos serviços de nuvem pública e privada hospedada remotamente terão aumento de 40%, chegando a US$ 3,6 bilhões nos países da América Latina. O mercado de Internet das Coisas na região crescerá de US$ 7,7 bilhões, em 2014, para US$ 15,6 bilhões até 2020. Atualmente, 59% das empresas estão avaliando iniciativas de IoT para 2016.

 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar