Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

5 MANEIRAS DE TRABALHAR COM PROGRAMAÇÃO FORA DA ÁREA DE TI

28/01/2016

A desilusão de alguns profissionais com a área de tecnologia da informação pode levá-los a se perguntar se todos os anos de estudo e dedicação foram em vão. No entanto, se você possui fluência em certas linguagens de programação, esse conhecimento pode ser aplicado em diversas outras profissões.

É o que defende Humberto Zanetti, mestre em Ciências da Computação e professor universitário e técnico. Em palestra realizada nesta quarta-feira, 27, durante a Campus Party 2016, o especialista em programação deu exemplos de como você pode usar a linguagem Python, entre outras, para investir em carreiras na ciência, economia e até artes plásticas.

1 - Medicina

A plataforma de cursos online gratuitos Coursera possui uma disciplina chamada "Big Data em Saúde". Ministrado pelo professor Alexandre Chiavegatto Filho, da Faculdade de Saúde Pública da USP, o curso usa a base de dados do Sistema Único de Saúde (SUS) para ensinar como localizar informações e estruturá-las em gráficos e amostras. Tudo isso usando as linguagens R e Python.

2 - Biologia

"Hoje você pode ser um biólogo muito bom sentado na frente do computador", diz Zanetti, introduzindo o curso "Algoritmos, biologia, e programação para iniciantes". Também disponível no Coursera, esta disciplina é ministrada por Philip Compeau e Pavel Pevzner, dois professores de ciência da computação da Universidade da Califórnia, nos EUA.

A proposta é desenvolver sistemas que organizem informações disponíveis em bancos de dados. Um exemplo seria criar algoritmos e softwares que facilitem o acesso de biólogos a bases de genomas, por exemplo. Essa área é também conhecida como Bioinformática, e, segundo Zanetti, "cresce até no Brasil". Outro curso sugerido é o de Python para ciência de dados de genoma.

3 - Física

Eduardo Pereira, doutor em Física que trabalha no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), é um exemplo de como usar programação para estudar os mistérios do universo. O cientista criou um software (também em Python) que calcula a distância entre a Terra e objetos distantes no espaço com base em fotos tiradas sob luz infravermelha. O projeto é muito popular em universidades e institutos de pesquisa fora do Brasil.

4 - Arte e design gráfico

O conceito de "arte generativa" é resultado de uma pesquisa do professor de engenharia Hailei Wang, da Universidade de Tecnologia do Texas (EUA). É criação dele um algoritmo que usa cálculos matemáticos para gerar padrões imagéticos. O resultado? Um programa que desenha obras de arte abstratas (como essas). Segundo Zanetti, esse é um exemplo de como você pode usar a programação em áreas como design gráfico, por exemplo.

5 - Geografia, economia e estatísticas

Hans Rosling é um economista que ficou conhecido em todo o mundo por criar "os melhores gráficos que você já viu". Basicamente, ele desenvolveu um software de apenas 40 linhas de código que gera planilhas e gráficos animados com apenas alguns valores pré-determinados. De acordo com Zanetti, o programa tornou o pesquisador milionário por trazer ao mercado uma forma de visualização de dados diferenciada - algo procurado por muitas empresas e institutos de pesquisa.

 
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar