Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ESTE CHIP BIODEGRADÁVEL VAI MONITORAR SEU CÉREBRO E SE “AUTODESTRUIR” NA SEQUÊNCIA

22/01/2016

chipsilica

Bem, gente, nós finalmente chegamos ao ponto de termos chips implantados em nosso cérebro. Quantas obras de ficção científica já nos falaram disso? Não importa: eles estão aí, e podemos ter uma boa ideia de como eles funcionarão graças a um estudo publicado na revista Nature.

Antes que você entre em pânico achando que o governo vai controlar sua mente, saiba que esses chips foram projetados para um propósito bom: ajudar médicos a monitorarem pacientes que recentemente sofreram de algum dano cerebral traumático ou que passaram por uma cirurgia cerebral.

Menor que um grão de arroz, o chip é composto de uma fina e biodegradável placa de sílica. Algumas semanas após a implantação, ele começa a flutuar em seus ossos para obter medições constantes de inchaço, pressão intracranial e temperatura. Tudo isso, enquanto ele é calmamente dissolvido em seu líquido cerebrospinal até todos os átomos do líquido de sílica serem absorvidos pelo seu corpo.

chipsilica2

Um sensor biodegradável que monitora a pressão intracranial e a temperatura; após algumas semanas, ele é absorvido pelo corpo. Via J. Rogers, Universidade de Illinois

Neste novo artigo da Nature, engenheiros da Universidade de Illinois testaram o desempenho do chip em ratos, e descobriram que é comparável à tecnologia moderna de monitoramento de cérebro — a maioria dos equipamentos requer o uso de fios anexados à cabeça. A equipe espera que a tecnologia deles ofereçam aos médicos uma forma menos invasiva de monitorar o cérebro, de modo a reduzir os riscos de infecção pós-cirurgia. Eventualmente, dizem, o sensor pode ser modificado para monitorar tecidos do cérebro ou outros órgãos.

Então, é tempo de começar a dizer adeus a seu corpo sem chips — claro, se você já tem algum, isso não serve para você. O fato é que os chips estão chegando, e eles vieram para ficar.
 
 
 
Fonte: Gizmodo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar