Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

COMEÇA A CONSTRUÇÃO DO MEIO DE TRANSPORTE MAIS RÁPIDO DO MUNDO

15/01/2016

Um veículo coletivo, seguro, capaz de se mover a mais de 1.100 km/h sem usar combustíveis fósseis, trilhos ou estradas. Parece ficção científica, mas é a proposta de uma empresa norte-americana que começou esta semana a construir um módulo-teste para aquele que pode ser o meio de transporte mais rápido do mundo: o Hyperloop.

A ideia foi sugerida pela primeira vez pelo bilionário Elon Musk, dono da fabricante de carros elétricos Tesla e da agência espacial privada SpaceX. Em vez de usar carruagens e uma estrada de trilhos, o Hyperloop consiste em um longo tubo despressurizado que dispara, como se fosse uma pistola, uma cápsula transportando pessoas ou materiais, de um ponto A a um ponto B.

"Você apenas remove a pressão de um ambiente fechado - pense nisso como um tubo. Você remove a fricção das rodas levitando a cápsula dentro do tubo e então será preciso muito pouca energia para mover essa cápsula a uma velocidade incrível", disse Rob Lloyd, presidente da Hyperloop Technologies, em entrevista à CNN. Artes conceituais do projeto podem ser conferidas abaixo:

Elon Musk, quem primeiro propôs a hipótese do Hyperloop, o fez como forma de protesto aos planos do então governo da Califórnia de construir um trem-bala que custaria US$ 68 bilhões para ser construído e cuja tarifa poderia passar dos US$ 100 por pessoa. De acordo com o bilionário, é possível criar um meio de transporte coletivo muito mais rápido gastando muito menos, desde que com a tecnologia certa.

Musk desenvolveu todas as diretrizes para a construção do Hyperloop e então liberou publicamente o projeto, desafiando investidores, empresas e cientistas a torná-lo realidade - o que acabou nas mãos da Hyperloop Technologies. Os tubos adquiridos pela empresa começarão a ser montados e testados nos próximos meses no estado americano de Nevada, e a expectativa é de que o modelo final esteja pronto para levar pessoas até 2020.

 
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar