Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

PIRATARIA: REMOÇÃO DE SITES PIRATAS CRESCE 154% NO BRASIL

13/01/2016

No ano passado, a ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) removeu da Internet, ao todo, 70.476 anúncios, links e sites com conteúdos que davam acesso a arquivos que violam o Direito Autoral de Software dos associados da entidade.

A associação contabilizou 35.745 links que foram removidos por violarem os direitos de propriedade intelectual, resultado 7,3% maior do que em 2014. Também foram retirados do ar 34568 anúncios que promoviam produtos piratas, 89,1% a mais em relação ao ano anterior, que registrou 18.279. Além disso, a entidade foi responsável por derrubar 163 websites que ofereciam downloads ilegais de software, 154% a mais do que em 2014, quando a entidade retirou 64 páginas.

A associação faz um monitoramento contínuo da internet e notifica o próprio portal e os provedores de acesso quando identifica um conteúdo que viole o Direito Autoral de Programas de Computador. “Esta ação tem o objetivo de proteger tanto as empresas quanto os consumidores, que podem estar expostos a vírus e, consequentemente ao roubo de informações, o que pode causar prejuízos irreparáveis”, comenta Jorge Sukarie, presidente da ABES.

Mais uma vez, a entidade contou com o apoio da PPPI – Programa de Proteção à Propriedade Intelectual, do Mercado Livre, que promove a remoção de produtos piratas anunciados dentro de seu portal. “A remoção se torna mais eficiente com o trabalho do PPPI que avalia rapidamente cada caso e retira os conteúdos ilegais denunciados em menos de 24 horas”, afirma Sukarie.

O monitoramento de internet faz parte dos esforços da ABES em promover a concorrência saudável na economia. A entidade ainda atua com um portal de denúncias anônimas contra a pirataria de software. Qualquer pessoa pode fazer uma denúncia pelo site: http://www.denunciepirataria.org.br.
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar